Antes da invenção da escrita o saber era transmitido oralmente. Difícil precisar ao certo o surgimento da primeira história contada. Sabe-se apenas que remonta os primórdios da humanidade, quando comunidades primitivas transmitiam ensinamentos de geração em geração, confiando apenas na memória.

Para resgatar esta arte milenar, a Prefeitura de Anchieta, por meio da Secretaria Municipal de Educação, está promovendo no Auditório da Prefeitura o 1º Festival de Contação de Histórias.

Contação
E quem pensa que em um mundo contemporâneo, marcado pela cultura high-tech, a contação de histórias é coisa obsoleta engana-se. Os pequeninos da geração Y deslumbram-se com o método tradicional de contação de histórias.

Prova de que uma história contada de forma lúdica e atrativa tem seu lugar ao sol, ao lado dos faces da vida, são os pequeninos Ingrid Sara e Richard Santos, da Escola Tio Liliu, que se encantaram com as encenações e o conteúdo delas. A parte que eles mais gostaram, como disse Ingrid, foi quando a personagem de uma peça teatral “jogou” um palavrão no lixo.

{A2E6ECAE-B7C4-DADD-42DC-8ECDAEDCC7D5}_700X495

O secretário municipal de Educação, Eriberto Antônio Rovetta, destacou a importância de se resgatar a arte de contar histórias na rede municipal de ensino. “Ler é tão importante quanto se alimentar”, sintetizou.

“Uma boa história sempre terá seu espaço, independentemente das idades. Quem não gosta do mundo do faz de contas?”, disse a coordenadora do Festival e da Biblioteca Municipal, Adriana Pereira dos Santos. E acrescentou: “O evento tem por objetivo perpetuar uma tradição antiga e formar novos contadores de histórias no município”.

O evento teve início na manhã desta quarta-feira (23), com apresentação da peça “Deu Dengue no Mundo da Fantasia”, encenada pelas equipes das Secretarias de Educação e de Saúde. Em seguida, houve a contação da história “O Grande Rabanete”, do grupo da Escola Municipal Alcides Ceccon.

Na parte da tarde a programação prossegue com apresentações de alunos, auxiliares de biblioteca, pedagogas e professoras de escolas de Anchieta.