Projeto visa criar políticas públicas para aumentar a economia da pesca. O vereador Thiago Paterlini (PMDB), já se reuniu com a colônia de pescadores do município para discutir questões de faturamento dos pescadores, implantando ações que já foram realizadas por cidades vizinhas e deram resultado positivo, tanto para o pescador quanto para o município.

2773538

Visto que os pescadores não possuem boas oportunidades o ano inteiro, o vereador propõe ações à secretaria competente para auxilia-los. “O pescador em mar, às vezes tem poucas oportunidades quando não tem sorte de pegar bons peixes e quando chega em terra, ele não tem oportunidade de uma outra fonte para o faturamento”, relata Thiago.

A proposta então seria propor aos pescadores outras maneiras de recuperar sua economia. Como já acontece em Linhares, onde a sobra do peixe é transformada em ração, vendida aos produtores rurais que criam o peixe Tilápia em tanque e o peixe é vendido para a própria Secretaria de Educação e servida na merenda escolar.

A economia circula dentro dos municípios que adotaram como prática o investimento das políticas públicas. Desse modo, foi criada a Comissão da Pesca para a Casa de Leis, em que as oportunidades que o mercado da pesca oferece para o crescimento, desenvolvimento social e econômico da cidade, serão discutidas também pelos vereadores.

Thiago
Vereador quer mais valorização dos pescadores.

Thiago explica, “nós vamos colocar sempre em debate o que o Governo Federal oferece através do ministério da pesca. Nós temos muita visão para deslanchar essa economia”. Além dessa inclusão, a pesca ainda entra no Conselho de Desenvolvimento Sustentável e Rural da Secretaria de Agricultura que antes, não apresentava este segmento.

Outros projetos para este setor é o projeto em defesa dos caranguejos, “Projeto Goiamun”, que conduz os marisqueiros quando estiverem parados, sem pegar caranguejo, eles estarão produzindo mel, dentro do seu ambiente de trabalho, o mangue.

Segundo o vereador, esse projeto já é realizado no município de Aracruz e, estudos feitos por biólogos, comprovam que o clima de Guarapari e Aracruz são os climas mais favoráveis para a produção de mel em mangue. Ainda na mesma cidade é desenvolvido o projeto Pescador Cidadão, idealizado pela Fibria.

Este projeto proporciona ao pescador familiar de Barra do Riacho o acesso a serviços e informações que possibilitem o cumprimento da legislação pesqueira e o acesso aos incentivos e benefícios proporcionados pelas políticas públicas do setor. Segundo diagnóstico encomendado pela empresa, boa parte da comunidade tem dificuldade em atender integralmente a legislação, além de não ter acesso a benefícios sociais.

Os pescadores também podem se orientar sobre regularização da documentação das embarcações, equipamentos de salvatagem, registro no Ministério da Pesca e outras providências que são importantes para ter acesso às políticas públicas de incentivo à atividade. Tudo isso para contribuir com a sustentabilidade da pesca familiar em Barra do Riacho.

Assim, o vereador Thiago Paterlini, juntamente com os demais vereadores e a Secretaria competente, almeja melhorar o rendimento das famílias de pescadores através de políticas públicas.

Deixe seu comentário