Após adiarem o tão esperado dia do casamento, em função da pandemia do coronavírus, Kalita Rissa Santos de Oliveira, 20 anos, e Aéliton Ramos Moreira, 26 anos, finalmente viveram o tão sonhado momento de conto de fadas. A cerimônia na qual o casal se beijou pela primeira vez aconteceu no dia 7 de setembro, 5 anos e 2 meses após o início do namoro.

Kalita conta que valeu a pena esperar. “Foi muito além do que eu imaginava. O coração disparou, fiquei muito nervosa. Na hora do beijo, foi mágico, foi único. Foi lindo e melhor do que a gente esperava. (…) Deus pega as coisas que a gente cria expectativa e faz cem, mil vezes melhor, mais especial”, afirmou.

Kalita Rissa Santos de Oliveira, 20 anos, e Aéliton Ramos Moreira, 26 anos, finalmente viveram o tão sonhado momento de conto de fadas

Aéliton também esperou muito pelo momento. “Foi incrível, carregado de emoção um mix de alegria, nervosismo e expectativa. Foi algo puro e sincero. Enfim, valeu a pena esperar sim”, comentou ele, afirmando que os presentes e os convidados que assistiram pela live se emocionaram.

Kalita conta que desde os 14 anos sonhava com o primeiro beijo somente no dia do casamento. Ela não queria namorar muitas pessoas, mas sim alguém com quem fosse se casar e construir um lar. Decidiu que só beijaria seu prometido no altar.

Ambos são membros da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, no bairro Kubistchek, em Guarapari, onde se conheceram. A aproximação começou em 2015, quando KAlita era aluna de Aéliton na escola dominical. Aéliton disse que foi amor à primeira vista, mas só resolveu se aproximar dela quando deixou de ser sua aluna.

A cerimônia na qual o casal se beijou pela primeira vez aconteceu no dia 7 de setembro, 5 anos e 2 meses após o início do namoro.

O casamento aconteceria em abril, mas precisou ser adiado por causa da Pandemia. Como passou a haver flexibilização no isolamento social, o casal resolveu fazer o evento no feriado da independência para que familiares, irmãos, mães e padrinhos pudessem participar. O evento contou com aproximadamente 50 pessoas e teve transmissão on-line para os amigos.

Os amigos queriam assistir ao primeiro beijo, por isso surgiu a ideia da transmissão ao vivo, conta Aéliton. “Eu tive essa ideia porque meu objetivo era atender as pessoas que não podiam estar presentes e queriam ver esse momento importante. Cinco anos por um beijo é algo diferente mesmo”, relata Aéliton, lembrando que os amigos curtiram como se estivessem com eles no momento.

Deixe seu comentário