Já são três dias que a família do turista mineiro aguarda angustiada para encontrar o rapaz que desapareceu na Praia do Morro, no último sábado (26), depois de ter escorregado na Ilha do Papagaio e caído no mar. Veja aqui

Hoje o helicóptero Hárpia, da Polícia Militar, sobrevoou as praias de Guarapari juntamente com as equipes da Marinha e do Corpo de Bombeiros, fazendo buscas na tentativa de encontrar o corpo do jovem. Sem novidades.

Helicóptero Hárpia da PM, Marinha e Corpo de Bombeiros fizeram buscas, mas sem novidades.

 

Paulo Henrique do Amaral, 18 anos, veio com familiares e amigos para Guarapari em uma excursão para passar uns dias na cidade, como já era de costume.

O pai do rapaz, Paulo Amaral, tem ido todos os dias às praias na esperança de encontrar seu filho.

“O pai dele fica sempre em cima da pedra, observando o mar, a espera que o filho apareça a qualquer momento”. Contou o guarda-vida, Filipe Alves, que estava de folga no dia do ocorrido, porém de lá para cá, tem visto o pai todos os dias no local do acidente.

 

Veja Dicas para evitar riscos de afogamento

– Procure conversar com os profissionais de salvamento para saber mais sobre a maré, a profundidade, a presença de recifes, corais, buracos, correntezas e  se informar dos horários que estão na praia;

– Não adentre mais de 50 metros no mar (água na altura do peito). O ideal é que a água fique pela cintura;

– Dê preferência a alimentos leves como frutas, biscoitos, picolés de frutas e líquidos;
– Evite nadar ou mergulhar após a ingestão de lanches, refeições, ou bebidas alcoólicas;
– Evite brincadeiras como os conhecidos “caldos” ou simular afogamento;
– Nunca perca as crianças de vista e indique onde elas devem tomar banho;
– Ao presenciar uma situação de perigo com outro banhista, chamar alguém capacitado que estiver por perto, como o salva-vidas ou ligar imediatamente para o Corpo de Bombeiros;

Deixe seu comentário