David de Santana Gomes foi nomeado para a Delegacia de Plantão de Cachoeiro de Itapemirim nesta sexta feira (23). A decisão foi publicada no Diário Oficial, onde consta que muitas mudanças foram feitas na Polícia Civil da cidade, e que David assume como delegado plantonista da 7ª Delegacia Regional.

diário oficial david
Publicação do Diário Oficial.

O delegado David de Santana Gomes, foi afastado do cargo no último dia 14, após ser acusado de ter dado uma “carteirada” no show do Rappa, realizado na Pedreira Adventures Park, e ainda ter algemado e detido dois seguranças que estavam na entrada do camarote VIP do show, no dia 10.

O delegado, que está em estágio probatório de três anos na polícia, foi afastado por supostas práticas de transgressões disciplinares, como praticar ato que importe em escândalo ou que concorra para comprometer a instituição ou função policial.

Nove dias afastados. David era o Delegado Titular da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio da 5ª Delegacia Regional de Guarapari, onde passou 1 anos e 2 meses no exercício, e antes disso atuava como plantonista. Após a publicação no Diário Oficial do último dia 14, o delegado passou nove dias afastados e volta ao trabalho nesta sexta feira.

O caso. Um dos detidos, o chefe da segurança do show, denunciou o delegado à Corregedoria. O segurança relatou à Corregedoria, que David Gomes chegou ao local do evento em companhia de outras cinco pessoas, identificados posteriormente como investigadores.

delegado_david
Delegado afastado da delegacia de Guarapari assume em Cachoeiro.

O segurança explicou que pediu para o delegado se cadastrar, registrando também o número da arma que portava. Mas o profissional teria se recusado a cumprir com o procedimento. No entanto, a situação foi contornada, e o grupo entrou.

40 minutos depois, por rádio, o chefe da segurança foi informado de um tumulto, porque o delegado tentava entrar no camarote VIP. Insatisfeito por ter sido “barrado”, David Gomes, então, teria algemado o segurança do camarote. E fez o mesmo com o chefe do serviço. Ambos receberam ordem de prisão do delegado, e foram levados para a delegacia de Guarapari, em um carro da polícia. Na delegacia, os dois detidos tiveram que assinar termos circunstanciados por desobediência e desacato à autoridade.

A delegacia patrimonial abriu um inquérito policial para investigar o caso.
Delegado disse que estava investigando sobre o grande número de roubos de celulares durante show em Guarapari.

De acordo com o que foi denunciado à Corregedoria de Polícia, depois que os dois seguranças foram levados para a delegacia, o mesmo delegado envolvido na confusão retornou à Pedreira onde foi visto em companhia de uma mulher.

Delegado disse que estava “a trabalho”. Na sua segunda ida à Pedreira Adventure Park, local do show do grupo O Rappa, ao ser abordado por uma pessoa ligada à produção do evento, o delegado teria alegado, para justificar sua presença no local, após a confusão com os seguranças, que estava em atividade profissional.

Essa atividade estaria relacionada com o fato de uma semana antes, terem sido registradas denúncias de furtos durante um evento. Mas, segundo o corregedor de Polícia, João Calmon, nesta semana, o chefe imediato do delegado informou não ter, formalmente, conhecimento de nenhum trabalho de investigação na casa de shows, na noite de sábado.

Deixe seu comentário