O delegado-chefe de Polícia Civil do Espírito Santo, Joel Lyrio, afastou hoje do cargo, o delegado David de Santana Gomes. O delegado é acusado de ter dado uma “carteirada” no show do Rappa, realizado na Pedreira Adventures Park, no último sábado (10).

O delegado teria  algemado e detido dois seguranças, após tentar entrar no camarote VIP do show. O afastamento foi publicado na manhã desta quarta-feira (14) no Diário Oficial do Espírito Santo. As informações são do Gazeta Online. O delegado era plantonista em Guarapari e está em estágio probatório de três anos na polícia.

A delegacia patrimonial abriu um inquérito policial para investigar o caso.
Davi atuava na delegacia patrimonial de Guarapari e estava em estágio probatório. Foto: Vinícius Rangel/Portal27

O delegado foi afastado por supostas práticas de transgressões disciplinares, como praticar ato que importe em escândalo ou que concorra para comprometer a instituição ou função policial. Foi o chefe da segurança do show – um dos detidos –, quem denunciou o delegado à Corregedoria.

Segundo o segurança relatou à Corregedoria, o delegado David Santana Gomes chegou à Pedreira Adventure em companhia de outras cinco pessoas, todas supostos policiais civis.  Ele teria se recusado a registrar a arma que portava.

Quando tentava entrar no camarote VIP. houve uma confusão com o delegado. Insatisfeito por ter sido “barrado”, o delegado teria algemado o segurança do camarote e o chefe do serviço. Ambos foram levados para a delegacia de Guarapari, em um carro da polícia. O corregedor-geral da policia civil, João Calmon, prometeu apurar a denúncia “com critério e rigor”.