O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta terça-feira (28), um levantamento dos dados de alfabetização no país, por meio do programa federal “Compromisso Nacional Criança Alfabetizada”. Os resultados trazem os números obtidos pelos estados no último ano e reforçam as metas a serem alcançadas até 2030. O Espírito Santo se destaca em 3º lugar no ranking de alfabetização no país.

De acordo com os dados, em 2023 o Espírito Santo alcançou a marca de 68% de crianças alfabetizadas no 2º ano do Ensino Fundamental. O resultado demonstra um avanço no desempenho do Estado, que, em 2019, ocupava a 8ª posição com 62%. Durante a pandemia da Covid-19, esse número demonstrou uma queda, junto à média nacional, registrando apenas 46%. A meta é que em 2030 pelo menos 80% dos alunos estejam alfabetizados até o 2º ano do Ensino Fundamental.

Os resultados trazem os números obtidos pelos estados no último ano e reforçam as metas a serem alcançadas até 2030.

Confira os estados com melhores porcentagens no ranking nacional:

1. Ceará (85%)

2. Paraná (73%)

3. Espírito Santo (68%)

4. Goiás (67%)

5. Rondônia (65%)

Segundo o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, o programa Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes) tem contribuído significativamente para as melhorias na educação pública capixaba. “O Espírito Santo não só se recuperou do período pandêmico, como, em termos relativos, subiu muito. O papel do Governo do Estado, de coordenar o regime de colaboração, é muito visível. O Estado lidera, com os municípios, esse esforço e acredito que a gente está sendo bem-sucedido. Este resultado só veio evidenciar esse aspecto”, afirma o secretário.

O Paes é uma iniciativa do Governo do Estado, cujo objetivo é fortalecer a aprendizagem das crianças desde a Educação Infantil até as séries finais do Ensino Fundamental. A ação é desenvolvida a partir do estabelecimento de um regime de colaboração entre o Estado e as redes municipais de ensino. Como a maior parte da oferta de vagas para as turmas de séries iniciais — 1ª ao 5ª ano — são ofertadas pelas prefeituras municipais, o Governo atua em conjunto com os municípios, ofertando recursos para a formação de professores, compra de material, remuneração de bolsistas, entre outras ações realizadas em parceria.

CLIQUE AQUI para conferir o levantamento do Ministério da Educação.