Ele é pastor e ex-policial militar. Com 44 anos e residente em Piúma, no Litoral Sul do Estado, R. P, passou um dos maiores sufocos da sua vida após ser sequestrado na tarde de ontem (31), por volta das 14h30 em um cruzamento do Bairro Santa Lucia na Grande Vitória. Ele estava no cruzamento de uma rua que dá acesso a Reta da Penha quando o seu carro veículo Ford Fiesta, foi fechado por dois homens em uma moto modelo Twistter de cor amarela. Logo atrás havia um comparsa dos bandidos que estava a pé.

DSCF1380
“Enquanto um deles dirigia o carro o outro apontava a arma constantemente para mim, dando-me algumas coronhadas enquanto estava abaixado”

Rapidamente os bandidos mostraram a arma e invadiram o carro, pondo a vítima no banco de trás, o tempo todo com a cabeça abaixada e com a arma apontada para cabeça. O outro bandido seguia de moto na frente do carro, dando auxilio.

“Enquanto um deles dirigia o carro o outro apontava a arma constantemente para mim, dando-me algumas coronhadas enquanto estava abaixado. Foi quando percebi que minha carteira de PM estava no bolso da camisa, aproveitei para derrubá-la no chão e chutei com os pés para debaixo do banco, na tentativa de não deixar que eles descobrissem que já fui um policial”, relata Renato que no momento do sequestro estava sozinho no carro.

De acordo com a vítima, os bandidos aparentavam ter entre 25 e 30 anos. Um era moreno e os outros eram pardos. A vítima ficou em posse dos bandidos por aproximadamente três horas. O pastor, desconfia que os bandidos sejam do Rio de Janeiro, devido ao forte sotaque.

O pastor ficou o tempo todo rodando com eles e não soube informar qual o trajeto que eles teriam feito, devido ter ficado constantemente com a cabeça para baixo. Ele chegou a desconfiar que estivessem em uma localidade do interior, devido às constantes passagens por buracos e balanços que o veículo sofria enquanto passavam pela estrada.

Até que os momentos de angustia e desespero do PM aposentado chegaram ao fim, o veículo parou próximo a Domingos Martins. “Os bandidos abriram a porta do carro e me disseram corre. Foi quando pulei do carro e sai correndo. Cheguei olhar para trás e vi que eles seguiram o trecho sentido da BR 262”, disse.

DSCF1378
“Os bandidos abriram a porta do carro e me disseram corre”

Após ser deixado na pista, a vitima, pediu socorro a motoristas que trafegavam pela rodovia até o momento em que um taxista o socorreu e o levou para sede da Polícia Federal que fica na rodovia.

De lá ele foi encaminhado para Polícia Militar de Viana onde realizou um boletim de ocorrência. Ele também fez um boletim na Delegacia de Furtos e Delitos de Vitória. Após o susto, os familiares foram informados do ocorrido onde um de seus familiares o trouxe para sua casa em Piúma.

Contabilizando o prejuízo o pastor que perdeu o seu veículo, mais um relógio, e telefone celular, um anel de formatura e uma pequena quantia em dinheiro, ele acredita ter perdido aproximadamente 48 mil reais.

As polícias trabalham com a hipótese de que o veículo seja levado para um desmanche, ou de até mesmo ser vendido em outro Estado para prática de outros crimes. O pastor ainda tem esperanças de recuperar o veículo. “O tempo todo pensei em Deus e em minha família e no meu filho recém-nascido, onde Deus permaneceu comigo o tempo todo, apesar de tudo eu os perdoo e rezo pelo futuro deles” afirma Renato.

Deixe seu comentário