Um homem foi preso no começo da noite de hoje em Guarapari depois de assaltar uma loja em Anchieta, no sul do Estado. Na fuga ele atirou contra policiais militares que faziam a perseguição.

Por volta das 17h30, Davi Cerqueira dos Santos, 27 anos, e outros dois comparsas assaltaram uma loja de roupas e calçados no centro de Anchieta. Ele e outros dois suspeitos, que ainda não foram identificados, entraram na loja fingindo ser clientes e, depois de experimentarem algumas peças de roupas, anunciaram o assalto.

Davi foi preso logo depois de atirar nos policiais.
Davi foi preso logo depois de atirar nos policiais.

Eles ficaram na loja por cerca de 10 minutos e levaram cerca de R$ 5 mil em mercadorias. No momento do assalto haviam dois funcionários dentro do estabelecimento comercial. Os três fugiram da cidade em um Fiat Siena branco, placas ODK-3299, de Guarapari.

Na saída da cidade o veículo passou a ser acompanhado por uma radiopatrulha da 10ª Companhia Independente (Anchieta) da Polícia Militar. Já em Guarapari, na altura do bairro Nova Guarapari, os assaltantes diminuíram a velocidade do veículo e dispararam contra a radiopatrulha. Ninguém ficou ferido.

Neste momento, Davi e outro envolvido, fugiram a pé, e ele acabou sendo preso pelos policiais. O outro conseguiu fugir. O siena, com o motorista e outro assaltante também fugiram.

As buscas continuaram e por volta das 18h30, a policia recebeu a informação de que o Siena foi encontrado na localidade de Taquara do Reino, zona rural de Guarapari. De acordo com o motorista, ele foi sequestrado pelos três assaltantes e obrigado a dirigir até Anchieta, mas Davi, que participou do assalto, disse que o motorista sabia do crime e que ficou na frente da loja sozinho esperando os companheiros.

Apenas alguns pares de chinelos foram recuperados. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Apenas alguns pares de chinelos foram recuperados. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Davi já foi preso por porte ilegal de arma de fogo. ele é morador do Bairro Coroado, em Guarapari. Ele foi autuado em flagrante por assalto à mão armada. Até as 22h30 de hoje o motorista ainda não tinha dado depoimento ao delegado de plantão. Os outros dois suspeitos ainda não foram presos. apenas alguns pares de chinelos, levados no crime, foram recuperados pela polícia no carro usado no assalto.

 

 

Deixe seu comentário