Andar de ônibus em Guarapari se tornou motivo de reclamação para grande parte dos usuários. Em alguns casos é uma verdadeira aventura. Muitas histórias já circularam sobre situações absurdas envolvendo coletivos pela cidade, como o caso de um enorme morcego dormindo tranquilamente dentro do veículo, enquanto passageiros embarcavam e desembarcavam, por exemplo. (veja aqui)

Mas uma situação que é recorrente e que sempre gera reclamação e, muitas vezes, indignação, é o fato de alguns motoristas de ônibus não pararem nos pontos para o embarque de idosos. Quase diariamente recebemos reclamações de usuários que passaram por uma situação destas.

As reclamações dos idosos são sobre todos as empresas que operam na cidade. Foto: João Thomazelli/Portal 27
As reclamações dos idosos são sobre todos as empresas que operam na cidade. Foto: João Thomazelli/Portal 27

“Eu estava no ponto de ônibus na Praça da Itapemirim e veio um ônibus daqueles brancos. Deu sinal e ele parou para alguns passageiros descerem. Quando fui embarcar o motorista acelerou e quase me derrubou. Ele fez isso porque logo atrás vinha outro e ele não queria perder os passageiros dos outros pontos”, reclamou a aposentada Joventina Benedito, de 77 anos.

"Quando eu ia embarcar, o motorista arrancou com o ônibus". Foto: João Thomazelli/Portal 27
“Quando eu ia embarcar o motorista arrancou com o ônibus”. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Ainda de acordo com ela, o ônibus que vinha logo atrás parou e tanto o motorista como os passageiros ficaram revoltados com a cena que eles presenciaram. Este é apenas um caso, de vários que acontecem diariamente na cidade.

No começo da tarde de hoje a reportagem do Portal 27 presenciou o exato momento em que um idoso que estava no ponto de ônibus fez sinal, mas o motorista passou direto no ponto, fingindo olhar para o outro lado. “Isto acontece o tempo todo. Algumas vezes passam dois ou três ônibus até um deles parar”, lamentou Casimiro Reymond Santos, 82 anos.

Solange Jampaulo, presidente do Conselho do Idoso de Guarapari disse que há pelo menos 15 anos, desde que o conselho foi formado, esta é a principal reclamação. “É uma reclamação constante e são as mesmas há vários anos. Já promovemos até um café da manhã com os motoristas para tentar sensibiliza-los, mas os idosos continuam sendo deixados nos pontos de ônibus”.

Solange disse uma empresa de Guarapari já chegou a ser condenada a pagar uma multa de R$ 5 mil por causa disso, mas mesmo assim a situação se repete.

“Não sabemos se isto é orientação das empresas ou é o motorista que toma esta atitude. Mas é importante ressaltar que este tipo de prática é punível criminalmente, pois está prevista no Estatuto do Idoso. As penas por crimes cometidos contra idosos é aumentada em um terço”, finalizou.

As empresas

Nós fizemos contato com as empresas de ônibus que operam em Guarapari, mas apenas a Asatur se pronunciou sobre as reclamações dos usuários. Segue a resposta na Integra:

Lamentamos os fatos ocorridos, e tão logo recebemos a demanda, passamos ao conhecimento do Setor responsável, nosso departamento de tráfego, para que providências sejam tomadas, pois é de nosso interesse que o passageiro sinta-se bem atendido.

Solicitamos que caso tenham um caso específico, de um determinado ônibus anotar o (numero de ordem ou placa) dia e horário para que possamos identificar o motorista, pedimos a gentileza que nos informem através dos telefones: 33614577 – 3 2610637 ou e-mail faleconosco@guaracard.com.br ou  trafego@guaracar.com.br.

A Asatur está aberta a toda contribuição que possamos melhorar a sua parceria com seus usuários em especial os idosos.

Nesta oportunidade, reiteramos que a empresa permanentemente orienta seus motoristas e cobradores, sobre a importância do atendimento responsável, prestativo e respeitoso, a todos os usuários dos ônibus da Asatur, pois este é o credo da empresa.

Prefeitura

Já a prefeitura informou que: Em caso de desrespeito (descumprimento) o usuário do serviço de transporte coletivo deverá ligar para a Secretaria Municipal de Fiscalização para denunciar. O denunciante deverá informar o dia, horário, local, nome da empresa e número do veículo para a identificação do motorista infrator. Assim, será lavrada notificação às empresas para que estas adotem medidas administrativas necessárias. Em caso de reincidência a empresa poderá ser autuada. Telefone: 3361-4929

Se o usuário do transporte coletivo sentir sua integridade ameaçada ou for vítima de agressão, também com os dados do ônibus, pode chamar a Polícia Militar.

Deixe seu comentário