A distribuição começou no dia 10 de março e de acordo com o responsável pela Dame, delegado Fabrício Dutra, todos os policiais civis terão direito a 30 munições destinadas especificamente para treinamento. “A distribuição do material será feita por semestre, sendo 15 munições no primeiro e o restante na segunda metade do ano”, explicou.

Em pouco mais de um mês, a Polícia Civil distribuiu 15.269 munições de treinamento.  Ao todo, 573 policiais civis já cautelaram o material que está sendo distribuído pela Delegacia de Armas e Munições (Dame).
Em pouco mais de um mês, a Polícia Civil distribuiu 15.269 munições de treinamento. Ao todo, 573 policiais civis já cautelaram o material que está sendo distribuído pela Delegacia de Armas e Munições (Dame).

Fabrício Dutra salientou que a cautela das munições seguirá alguns critérios: a utilização de stands de tiro autorizados pelo Exército; o policial deverá procurar um dos instrutores de tiro da Acadepol para ser orientado sobre novas técnicas. Além desses, o delegado alertou para o mais importante: o recolhimento e a devolução das cápsulas deflagradas. Ele explicou que esse procedimento deve ser realizado pelo policial no momento em que ele for cautelar as 30 munições de treinamento para o ano seguinte. Caso a devolução não seja feita, o policial não receberá nova carga de munição de treinamento.

noticiaservlet (1)“Todas as munições da Polícia Civil estão identificadas. As munições de treinamento possuem numeração diferente das usadas em combate. A partir de agora, apenas as munições de treinamento deverão ser usadas com esse fim. As munições reais deverão ser usadas apenas durante as operações policiais ou em caso de flagrante. O uso indevido dessas munições implicará em sanções administrativas e penais”, alertou Fabricio Dutra.

Ainda de acordo com o delegado, o objetivo da distribuição das munições é incentivar os policiais a criarem o hábito de realizar sua preparação individual e a prática do tiro policial. “Dessa forma, o policial sempre poderá atualizar a prática do tiro real e também do controle e manuseio de arma de fogo”, garantiu Fabrício. Ele informou ainda que cursos de aperfeiçoamentos são disponibilizados regularmente pela Academia de Polícia (Acadepol).

O delegado adiantou também que, a partir de agora, os policiais civis já sairão do curso de formação com as 30 munições de treinamento. Além das munições de treinamento, todo o policial civil recebe 30 munições de combate no momento em que ingressa na instituição e 20 delas por ano que deverão ser usadas, exclusivamente, em situações reais.

Deixe seu comentário