A Câmara Municipal de Guarapari aprovou na tarde de ontem (11) o orçamento da cidade para o ano de 2021, com suplementação dentro do orçamento de 30%. Isso significa que o prefeito Edson Magalhães (PSDB), pode movimentar ou remanejar livremente, as verbas entre secretarias até o máximo de 30% do valor total.

Emenda. O orçamento previsto de arrecadação para este ano é de R$ 563 milhões. O prefeito queria uma suplementação de 50%, mas a Câmara, através do vereador Zé Petro (Patriotas), apresentou uma emenda onde permitia apenas 30%.

A Câmara Municipal de Guarapari aprovou na tarde de ontem (11) o orçamento da cidade para o ano de 2021, com suplementação dentro do orçamento de 30%.

Nos discursos a maioria dos vereadores afirmou que apoia o prefeito, mas que acha o percentual de 30%, mais que suficiente e que estarão à disposição para apoiar em qualquer eventual necessidade.

Votos.  Foram 13 votos favoráveis a emenda com suplementação de apenas 30%. Votaram a favor da suplementação de 50%, apenas a vereadora Rosana Pinheiro (Cidadania) e o vereador Izac Queiroz (Progressistas).

Derrota. Rosana foi escolhida a poucos dias –  inclusive com direito a Live com presença da imprensa, do prefeito e do presidente da Câmara –  como a líder do prefeito na Câmara e na sua primeira missão, teve uma grande derrota ao defender o projeto que pedia suplementação de 50% no orçamento, enquanto a maioria da Câmara, inclusive seus colegas da base, optou por votar apenas 30%.

Deixe seu comentário