Pais de alunos da escola José Antônio de Miranda, em Santa Mônica, estão inconformados com o que eles chamam de tratamento diferente para os alunos. Aqueles que chegam de vans podem entrar na escola mais cedo, enquanto os alunos que são levados pelos têm que ficar do lado de fora esperando o horário de entrada.

“Não faz sentido. Por que este tratamento diferente para os alunos. Tem muitos pais que precisam trabalhar, mas têm que ficar esperando na frente da escola e vendo os outros alunos entrando. É injusto com as crianças também, que são obrigadas a ficar do lado de fora no sol esperando a hora de entrar”, desabafou um morador do bairro que entrou em contato com a redação do Portal 27.

Alunos esperam com os pais na frente da Escola Professor José Antônio de Miranda, em Santa Mônica.

A reportagem procurou outros pais de alunos que estudam na EMEIEF Professor José Antônio de Miranda para ver se a prática era essa mesma.

“Meu filho estuda de tarde e um dia meu marido foi levar ele na escola no horário de almoço dele do trabalho. Para não se atrasar pediu para os funcionários deixarem meu filho entrar dez minutos mais cedo e eles não deixaram de jeito nenhum. Meu marido teve que esperar e acabou chegando atrasado no trabalho, enquanto outras crianças que chegam de van escolar entravam direto pelo portão. Só quando chove eles deixam os alunos entrar, mas só pode ficar no pátio enquanto os outros podem ir para as salas de aula”, contou Jamilly souza D’Ajuda, 26 anos.

Outra mãe também reclamou da prática da escola de deixar os alunos que chegam com os pais esperando do lado de fora da escola.

“O meu filho tem sete anos e estuda de manhã. Todo dia temos que ficar esperando na frente da escola até abrirem o portão. Já os alunos que chegam de transporte escolar podem entrar direto. Isso não é justo. POr que este tratamento diferente para os alunos da mesma escola?” pergunta Rayane Nascimento Ramos, 30 anos.

Secretaria Municipal de Educação diz que não há tratamento diferente para os alunos.

Apesar dos pais e moradores afirmarem que os alunos são tratados de forma diferente, a direção da escola, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed)afirma que os alunos não recebem tratamento diferente e que seguem uma norma da própria Semed.

Confira a nota enviada à redação do Portal 27 sobre a questão.

Em esclarecimento a reclamação de pais de alunos que estudam na EMEIEF Professor José Antônio de Miranda, a diretora da Instituição, em nome da Secretaria Municipal de Educação, esclarece que a escola cumpre a Portaria Semed  012/2013, permitindo a entrada 20 minutos antes de cada turno, para os alunos que utilizam transporte privado e demais alunos cujos pais solicitaram a entrada antecipada. Os portões permanecem fechados, por zelarmos pela segurança dos nossos alunos. Atendemos a faixa etária de 4 anos a 12 anos e o número aproximado de 870 alunos. Nos horários das saídas, os alunos que utilizam o transporte escolar privado, cumprem o mesmo horário que os demais. Em nenhum momento a escola tratou ou trata de forma diferenciada os alunos”.

Comments are closed.