Durante assinatura de serviço para uma unidade de saúde no bairro Santa Mônica, o prefeito de Guarapari, Edson Magalhães, falou aos jornalistas que a prioridade da prefeitura é voltar com o sistema de estacionamento rotativo na cidade.

“Nós estamos com dois técnicos de São Paulo e a nossa prioridade é voltar com o rotativo o mais rápido possível na cidade, dentro de outra metodologia, com tecnologia avançada para parquímetro. Sem aquela confusão”, disse Magalhães.

Rotativo pode arrecadar até R4 3 milhões por ano. Foto: João Thomazelli/Portal 27

O prefeito salientou a importância do rotativo para a arrecadação do município. “Porque o município levou um prejuízo de R$ 700 mil. Ou seja, o rotativo, bem trabalhado, a arrecadação dele é em torno de R$ 2,8 milhões a R$ 3 milhões por ano. A nossa proposta é um mínimo de 25% do valor arrecadado, daí quem der mais e tiver a tecnologia apropriada dentro do projeto básico que vamos apresentar, vai estar apto para o certame”, explicou o prefeito. 

Verão. Além da volta do rotativo Edson Magalhães destacou algumas ações para o próximo verão na cidade, entre elas o aumento de licenças para vendedores ambulantes nas praias e a continuidade da proibição das tendas nas areias.

“Este ano vamos ampliar o número de licenças de 900 para mil, por causa da grande procura por este tipo de serviço que tivemos no verão passado. E a proibição das tendas já é uma prática consolidada. As tendas acabam atrapalhando o comércio nos restaurantes e quiosques, além de contribuir com a sujeira da praias”, finalizou.

Comments are closed.