Faltando alguns meses para as eleições municipais, outro candidato além de Edson Magalhães (PSD), pode ter problemas e até mesmo ficar fora da disputa. A pré-candidata à prefeitura de Guarapari, Néia Lima, vai ter que travar uma batalha para provar que está filiada a um partido político, item obrigatório para se disputar as eleições no Brasil.

NeiaLima
Néia afirma ainda que conta com total apoio da executiva estadual.

Isso porque, ela achava que estava filiada ao Partido Social Liberal (PSL), mas descobriu que está desfiliada da sigla.  Ao Portal 27 Néia afirmou que não sabia desta situação. “Isso me pegou de surpresa. Acabei de saber e não estou entendendo o que está acontecendo. Pessoas dizem que me viram desfiliando, mas isso não aconteceu. Eu mantenho a minha postura e sou sim pré-candidata”, afirmou.

Néia afirma ainda que conta com total apoio da executiva estadual do partido e vai em busca da solução. “Eu tenho total apoio do meu presidente Amarildo. Na segunda feira vamos atrás de resolver essa situação sobre a minha filiação. Meu presidente vai até o TRE em Vitória informar o ocorrido, pedindo a minha filiação imediata”, disse. “Vamos tentar ver como isso se procedeu” disse.

Apoio. O presidente Estadual do PSL, Amarildo Lovato, disse que destituiu a executiva municipal do partido devido a estes problemas internos. “A Néia alega que ela não fez esta desfiliação. Também não foi eu em quem fez. Sendo assim, na segunda feira vamos apurar e responsabilizar quem fez esta desfiliação”, explicou.

Joader
“Não respeitaram o partido no município. ” Afirmou Joader.

Segundo Amarildo, Néia é pré-candidata à prefeitura pelo partido e vai ter o apoio necessário. “Ela é nossa pré-candidata e nós vamos entrar com um processo na justiça pedindo a reintegração dela ao partido. Alguém usou de má fé, nós vamos apurar e responsabilizar através de um processo de danos morais”, finalizou

Problemas. Procuramos também o ex-presidente municipal do PSL, Joader Mariano, que também é pré-candidato da sigla e o mesmo confirmou que Néia não está filiada ao partido. “Ela está desfiliada e no sistema consta que ela mesmo pediu a desfiliação ”, explicou.

Ainda de acordo com Joader, o PSL foi montado por ele a cerca de um ano atrás e a chegada de Néia Lima ao partido foi de forma equivocada. “Ela se filiou através da executiva estadual. Não respeitaram o partido no município. Lançaram o nome dela sem comunicar o grupo, sem reunião. O partido é a base de sustento. Tem que ter respeito com o partido e com os eleitores. Se ela não foi fiel ao partido, que dirá aos eleitores” disse.

Não está filiada
Consulta ao sistema do TSE mostra que Néia não estaria filiada.

Ainda de acordo com Joader, os filiados podem sair do partido caso Néia fique. “Ficou registrado em ata que eles não querem caminhar com a Néia no partido e que a decisão seria sairmos todos”, finalizou.

Deixe seu comentário