A Comissão Especial de Investigação (CEI) da Câmara de Guarapari, que apura possíveis irregularidades na licitação e no funcionamento do sistema de estacionamento rotativo, protocolou hoje (30) uma recomendação na prefeitura para que o contrato com a empresa seja suspenso e posteriormente cancelado.

Apesar de ainda não ter finalizado os trabalhos, os integrantes da CEI afirmam que já existem indícios suficientes para que a prefeitura suspenda o contrato. A recomendação foi feita com base em dois pontos, que de acordo com os vereadores, dão subsídios para a prefeitura cancelar o contrato.

O primeiro deles é a falta de repasse dos valores arrecadados pela Vista Group Network (VGN) para a prefeitura. Pelo contrato, 34% de tudo do que foi arrecadado deveria ser depositado em uma conta da prefeitura, mas até hoje nada foi repassado.

A Comissão Especial de Investigação protocolou uma recomendação para que a prefeitura suspenda e cancele o contrato com a VGN. Foto: divulgação
A Comissão Especial de Investigação protocolou uma recomendação para que a prefeitura suspenda e cancele o contrato com a VGN. Foto: divulgação

“Uma das cláusulas do contrato diz que se o repasse atrasar em 30 dias, o contrato já pode ser suspenso. Até hoje, mais de 300 dias depois a empresa ainda não fez sequer um depósito. Este é um dos motivos mais gritantes de falta de cumprimento do contrato”, explicou o vereador Thiago Partelini, presidente da CEI.

Já Fernanda Mazzelli explicou que o outro fator para se recomendar a suspensão do contrato com a VGN é que a empresa está vendendo cotas para investidores.

“Nós apuramos que a empresa está vendendo cotas para outros pessoas afim de levantar capital. Mas existe uma cláusula específica no contrato que também proíbe esta prática, por isso nos baseamos também neste argumento para recomendar à prefeitura a suspensão e cancelamento do contrato com o rotativo”, disse Mazzelli.

Já o relator da CEI, o vereador Manoel Couto, disse que por causa do fim do ano, a CEI vai acelerar seus trabalhos, aumentando o número de sessões para apresentar o relatório final o mais rápido possível.

“Estes dois argumentos são apenas a ponta do iceberg. Nós já identificamos muita coisa errada que será apresentada à sociedade nos próximos dias. Não vamos adiantar nada por enquanto para não atrapalhar as investigações”, afirma Manoel.

Prefeitura de Guarapari

De acordo com a prefeitura de Guarapari o protocolo será encaminhado para a procuradoria para ser analisado. Depois de ser apreciado a recomendação, o gabinete vai emitir uma nota oficial sobre o assunto.

Vista Group Network

Durante toda a tarde de hoje tentamos contato via telefone com representantes da empresa em Guarapari, mas não obtivemos sucesso.

Comments are closed.