A Câmara de Anchieta, que instituiu no mês de junho uma comissão para estudar e discutir os impactos financeiros para os próximos anos, aprovou na sessão desta terça-feira (19), projetos que implantam nova estrutura administrativa e parlamentar.
A propositura, de iniciativa da Mesa Diretora, visa dar mais eficiência e dinamismo à gestão da Casa. Com a aprovação da proposta, a Câmara irá otimizar a prestação dos serviços à população, além de economizar mais de R$ 1,6 milhão por ano, que representa cerca de 20% em relação ao custo da estrutura atual. A nova estrutura entra em vigor já no final deste mês.

A Câmara, com esta reforma, vai conseguir economizar até 20% do seu orçamento.

É importante ressaltar que atual gestão vem reduzindo o custo com pessoal desde o início do ano com congelamento de cargos. De acordo com o presidente, vereador Tássio Brunoro, “as medidas tomadas em nossa gestão buscam garantir mais eficiência ao Legislativo municipal, preservando a qualidade do atendimento ao cidadão e o zelo para com o erário público. Esta reforma representa mais um passo importante para adequarmos a administração da Casa à realidade econômica do município, sem prejuízo aos direitos dos nossos servidores. Essa é uma decisão que, com certeza, tornará o funcionamento da Câmara mais eficiente, moderno e dinâmico”.

A proposta, apresentada pelos membros da Mesa Diretora – vereadores presidente Tassio Brunoro, vice-presidente Serginho e, secretário, Geovane Meneguelle -, foi aprovada em Plenário com apenas um voto contrário.

Deixe seu comentário