Banner TOP
Ribero e Padua
JB Padrão

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Guarapari, o médico Dr. Rogério Zanon (PSB), vai convocar a direção do Hospital Francisco de Assis (HFA), para uma reunião em que vai se discutir as recentes mortes de bebês que tem ocorrido no hospital.

Dr. Rogério quer reunião em que vai se discutir as recentes mortes de bebês que tem ocorrido no hospital.

Março.  Segundo ele, a reunião vai acontecer no dia 19 de março. “Para que possamos conversar e ouvi-los. Tenho total condição de fazer um bom trabalho nessa comissão, junto dos vereadores Marcos Grijó e Denizart. Guarapari pode ficar tranquilo de uma coisa. Nós vamos ser muito incisivos com relação ao tópica chamado saúde”, disse ele ontem em discurso na Câmara.

Ainda de acordo com Dr. Rogério a reunião terá um caráter orientativo. “Nós temos que ter antes de tudo, o caráter orientativo. Você primeiro orienta, vê que está errado, o que pode melhorar, onde a gente pode somar forças. Temos que procurar fazer o melhor para que essas benesses, realmente, venham atender a população de nosso município”, falou.

Chega. Para o vereador sua experiencia em saúde vai ajudar na fiscalização.  “Eu conheço um pouco de saúde. Aqui tem café no bule! Cada um no seu lugar, no seu posicionamento e na sua responsabilidade. Vamos somar forças. Estou pronto para ajudar, mas estou pronto para punir também se precisar. Já passou da hora de dar um basta e um ponto final nessa situação. Chega!”, discursou.  

Ideally
Camara Municipal de Guarapari – Participe

Banner Marcelo
Institucional MAllagutti

2 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente doença é um processo evolutivo … no primeiro momento a mãe deveria estar fora do trabalho de parto e foi indicada retornar no momento em que entrasse… ela entrou em trabalho alguns momentos depois do primeiro atendimento … e seu bebe poderia ter alguma má formação cardíaca ou uma implantação inadequada da placenta na hora que as contrações mais fortes começaram … existe um milhão de motivos… o que acontece que a população só atribui o evento danoso ao atendimento médico e não a um processo de doença muitas vezes incompatível com a vida e com a circunstância que se apresentou no momento daquela doença … pelo que tenho lido nas reportagens todas a mortes de crianças e bebes o atendimento medico foi tecnicamente adequadamente fornecidos na medida que a doença se apresentava… mas foi a vontade de deus infelizmente e nada da sabedoria ciência humana poderiam reverter tais situações … sou empresário na cidade e solidário com o sofrimento da família… e sei que no processo de luto atribuir culpa a alguém faz parte do ser humano … sempre fui muito bem atendido em todas as vezes que precisei levar meu filho de 09 anos no hfa … se for para melhorar ainda mais que venha essa auditoria … mas não vejo culpados que recaia ou desabone o atendimento medico prestado em todas as situações que aconteceram

  2. Na semana passada morreu mais bebê dentro da mãe, ele foi duas vezes no mesmo hospital, duas vezes deram dipirona pra ela e quando voltou o bebê estava morto, e só ver a última morte que vai saber, matam sem dó e sem piedade, o engraçado é que pra tudo eles emite a nota uma explicação, igual o poder público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here