A partir de domingo, os candidatos a presidente, senador, deputado federal e estadual estarão liberados para pedir votos nas ruas e na internet para as eleições de 5 de outubro. O uso de carros de som, com as tradicionais peruinhas, estará liberado das 8 às 22 horas. Os partidos poderão utilizar veículos com amplificadores de som, alto-falantes, sonorização fixa, entre outros.

carros-apreendidos-92894
As tradicionais peruinhas, estarão liberadas das 8 às 22 horas.

Também a partir de domingo, os candidatos poderão utilizar as redes  sociais para tentar convencer o eleitor, mas é proibido qualquer tipo de propaganda paga na internet, segundo o Tribunal Superior  Eleitoral (TSE).

Proibidos. Estão proibidos a distribuição de camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor. O prazo para o registro de candidatura termina no próximo sábado, às 19 horas. Para monitorar os gastos na campanha, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) exige a apresentação antecipada do orçamento de campanha do candidato no ato do registro.

O que pode e o que não pode na campanha

Permitido na campanha.  Participar de entrevistas, sem pedir votos.  Placas, cavaletes e bonecos móveis nas calçadas, das 6 às 22 horas. Esses objetos devem ter, no máximo, quatro metros quadrados, sem obstruir a passagem. Faixas em residências, desde que não haja pagamento. Comício, de 8 a meia-noite. Carro de som, das 8 às 22 horas.

cristina
Comícios podem ser realizados de 8 a meia-noite.

Divulgação livre nos sites dos candidatos e dos partidos.  Envio de e-mails mediante cadastro gratuito e citação em blogs particulares, desde que a mesma não seja paga. DIVULGAR material institucional de partido, desde que não contenha nome, número e cargo de disputado candidato.

Frases-das-Eleições-2010
Divulgação livre nos sites dos candidatos e dos partidos.

Colocar cavaletes, bonecos, cartazes, mesas para distribuição de material de campanha e bandeiras ao longo das vias públicas, desde que móveis e que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos, sendo colocados e retirados entre 6 e 22 horas.

Até as 22 horas do dia que antecede a eleição, distribuir material gráfico, realizar caminhada, carreata, passeata ou utilizar carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos, observados os limites impostos pela legislação comum.

Proibido na campanha. Vedados a instalação e o uso de alto- falantes ou amplificadores de som em distância inferior a 200 metros das sedes dos poderes Executivo e Legislativo da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, das sedes dos órgãos judiciários, dos quartéis e de outros estabelecimentos militares; dos hospitais e casas de saúde; das escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros, quando em funcionamento.

São vedadas na campanha eleitoral a confecção, utilização, distribuição por comitê, candidato, ou com a sua autorização, de camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas- básicas ou bens que possam proporcionar vantagens ao eleitor.   É PROIBIDA a realização de “showmício” para a promoção de candidatos e a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício.

Com informações de A Tribuna.

Deixe seu comentário