O lanterneiro, Geisson Rosa Marcelino, de 20 anos, saiu de casa na segunda-feira (15), e não voltou mais. A mãe, Maria Aparecida Rosa Marcelino, está desesperada em busca do filho. Ela conta que o rapaz saiu como se fosse trabalhar e deixou um bilhete no quarto dizendo que precisava ficar sozinho.

Geisson Rosa Marcelino, de 20 anos, saiu de casa nesta segunda-feira (15), e não voltou mais.

“Segunda de manhã ele saiu, levando a marmita dele, se despediu de mim, como faz todos os dias par trabalhar. De noite deu a hora de ele chegar e nada dele aparecer. Começamos a ficar preocupados. Sempre que ele sai do trabalho e não vem direto para casa, ele manda mensagem avisando. Quando entrei no quarto vi o bilhete dizendo que ele queria ficar sozinho para pensar nos seus erros”, diz Maria Aparecida.

No bilhete, Geisson diz queria um tempo só para pensar em seus erros, mas que os pais não ficassem preocupados, que ele não faria besteira.

No bilhete, Geisson, avisa que precisa de um tempo para pensar em seus erros cometidos. Se despede do pai e da mãe, e afirma ainda não vai fazer nada de errado.

A mãe fala que não entende o motivo pelo qual o filho teria saído de casa. “Não entendo o porquê. Todos que o conhecem sabem que ele é um menino muito bom, não sei quais erros seriam esses. Me perguntam o motivo de ele ter sumido, mas eu não sei nem responder”, comenta.

Maria Aparecida tem 3 filhos e conta que sempre foi muito atenta a eles. “Eu sempre fui muito preocupada com meus filhos. Cheiro a camisa dele, olho mochila, fico muito atenta. E não notei diferença nenhuma no comportamento dele dentro de casa nos últimos dias. Nunca iria imaginar que ele faria isso”, conta.

Ela fala que já buscou notícias de Geisson com todos os conhecidos, mas ninguém sabe do paradeiro do rapaz. “Já entrei em contato no trabalho dele, e me disseram que ele não foi visto lá na segunda-feira, dia em que desapareceu. Já busquei com todos os amigos, nem o melhor amigo dele estava sabendo. Não sei mais onde procurar”, lamenta a mãe.

Maria Aparecida pede ajuda para ter notícias de seu filho. “Estou desesperada, sem chão. A gente vê essas notícias, pensa na agonia da mãe, mas nunca acha que vai acontecer com a gente. Para uma mãe, não saber onde está o filho é a maior agonia do mundo, preciso do meu menino em casa para poder ficar em paz”, afirma.

Quem tiver notícias de Geisson pode entrar em contato com a família através do telefone. (27) 99850-3253.