Ganhar na loteria é uma ótima maneira de começar 2018. Por isso, muita gente está correndo para as casas lotéricas para apostar na Mega da Virada, que este ano vai sortear R$ 280 milhões, no próximo domingo (31).

O proprietário da Lotérica Muquiçaba, Atilho Vieria Bustillos revelou que o movimento está quatro vezes maior e a expectativa é de que no final de semana esse número seja ainda maior. “A gente abre às 7h e às 6h30 já tem gente na porta esperando para fazer sua aposta”.

Segundo o proprietário da casa lotérica Muquiçaba, o movimento está quatro vezes maior por conta da Mega da Virada. Foto: Rafaela Patrício

Ele disse ainda Guarapari só teve um ganhador da loteria e que a aposta foi feita em sua casa lotérica em 1992. “Na época ainda se chamava apenas Sena. O ganhador era da Rua da Marinha. Agora estamos na expectativa para ter um ganhador da Mega da Virada da nossa cidade”.

Atilho também revelou alguns números que costumam ser sorteados. “De 30 a 40 sempre saí algum número. O 10, o 41, o 52 e o 53 saem muito na Mega da Virada”.  

Na lotérica Guara-Sorte, no Centro, a movimentação também está grande e segundo a caixa Joseline Feitosa Brandão, no sábado (30) vai funcionar exclusivamente para jogos. “O pessoal vem para pagar uma conta e acaba pedindo o jogo. Está todo mundo querendo ficar rico, mas acho que o movimento maior ainda vai vir porque todo mundo deixa para a última hora”.

O vendedor de frutos do mar Helvécio Gomes tinha parado de apostar há quatro anos, mas dessa vez decidiu tentar a sorte novamente. Foto: Rafaela Patrício

Acreditando que o número de apostas aumente no final de semana as casas lotéricas X da Sorte, na Praia do Morro, e Meaípe vão funcionar no domingo (31) até ás 14h, prazo final estabelecido pela Caixa Econômica Federal para a realização dos jogos. “O movimento dobrou e até quem não tem o costume de apostar está apostando. Nesta sexta e, principalmente, no domingo esperamos um fluxo de apostas ainda maior”, disse o proprietário da Lotérica Meaípe Thiago Cardoso.

Apostadores. O vendedor de frutos do mar Helvécio Gomes, de 57 anos, fez sua “fezinha”. Ele relevou que apostava com mais frequência, mas que tinha parado de jogar porque há quatro anos participou de um bolão e acertou uma quadra. Porém, foram mais de três mil ganhadores e no seu bolão haviam trinta participantes e com isso ele só ganhou R$ 11,90. “Fiquei com raiva e não joguei mais, mas esse ano resolvi tentar a sorte novamente”.

Daélcio Souza dos Santos, de 27 anos, também apostou. Ele disse que sempre joga números aleatórios, faz apenas um jogo, mas não quis revelar o que faria com o dinheiro.  “A gente não fala muito para não dar azar, mas a gente pensa em ajudar a família”.

Deixe seu comentário