A passagem dos ônibus do Sistema Transcol está mais cara. O aumento começou a valer nesta semana. No domingo, o valor da passagem agora custa R$ 2,40, e nos dias de semana R$ 2,75. Os valores eram de R$2,15 e R$ 2,45, respectivamente.

Transcol Sul
A tarifa foi reajustada em 12,24%.

O aumento foi anunciado na última sexta-feira (08) depois de uma reunião do Conselho Gestor dos Sistemas de Transportes Públicos Urbanos de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória. Os empresários reivindicavam aumento de 17,18% (R$2,90). Mas, após negociações, o reajuste ficou fechado em 12,24%.

Desde 2013 não havia modificação na tarifa do Transcol. O reajuste foi motivado pelo aumento dos custos de mão de obra, combustível e insumos. O governo irá manter o repasse do subsídio anual de R$115 milhões.

O sistema Transcol atende Guarapari, com coletivos saindo do bairro Setiba e seguindo até o Terminal de Itaparica, em Vila Velha e vice-versa. O ônibus segue pela Rodovia do Sol – ES 060.

terminal de itaparica linha 611
O Sistema permite que, através do pagamento de uma única tarifa, o passageiro rode 96 km, de Guarapari até Praia Grande, na Serra.

O Sistema Transcol conta com 1,7 mil veículos, faz cerca de 12,5 mil viagens e possui 680 mil passageiros segundo a Ceturb, Companhia de Transportes Urbanos de Vitoria.

Utilizando o Sistema, é possível, através do pagamento de uma única tarifa, rodar 96 km, de Guarapari até Praia Grande, na Serra. Mas, para isso, o passageiro deve sempre desembarcar e embarcar em um dos terminais de ônibus.

Os ônibus seletivos também sofreram reajuste e passaram de R$4,40 para R$5,20. Os que tinham o valor da passagem de R$ 4,80, aumentaram para R$ 5,50. O Bike GV, que transporta bicicletas entre Vitória e Vila Velha (e vice-versa) passou de R$1,20 para R$1,45.

Protestos contra o valor da passagem

Insatisfeitos com o valor da tarifa, passageiros já programam um protesto para essa terça-feira (12) em Vitória. O ato será em frente ao Palácio Anchieta às 6 horas da manhã. Em uma rede social, a página do grupo “1º Ato – Vitória vai parar e Paulo Hartung vai pagar”, o grupo postou as reclamações e afirma que os valores são abusivos.

Para quem segue para a capital nesta terça-feira, passando pelo Centro de Vitória, o trânsito deve ficar complicado.

*Por Isabela Vidal