Uma ação conjunta da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), por meio da 10ª Companhia Independente, e da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Piúma, culminou na prisão de três pessoas, oriundas do Estado de São Paulo, pelo crime de estelionato. O grupo, composto por duas mulheres, de 36 e 38 anos, e um homem de 37 anos, é suspeito de subtrair valores de moradores de vários municípios, mediante um falso cadastro em um clube de descontos. As prisões ocorreram na cidade de Piúma.

Centro da cidade. Os suspeitos foram localizados na última terça-feira (28), pela Polícia Militar, que foi acionada por uma das vítimas, no Centro da cidade de Piúma. A mulher de 59 anos afirmou aos policiais que tinha sido abordada nas proximidades de um supermercado pelos três suspeitos, que ofereceram um cadastro gratuito em um clube de vantagens, por meio do qual a vítima teria descontos na área da saúde, supermercados e outros estabelecimentos.

Suspeitos foram autuados em flagrante por estelionato e encaminhados ao Sistema Prisional.

Cartão de crédito. Para isso, a vítima precisava passar o cartão de crédito em uma maquininha dos suspeitos, com a promessa de que não havia qualquer cobrança, sendo necessário passar o cartão apenas para concluir o cadastro. Entretanto, a vítima constatou que houve uma cobrança de R$ 1.438,80 e que o cadastro era falso, chamando a PMES. Durante o atendimento, os policiais militares foram abordados por outra vítima, de 54 anos, que relatou ter sido abordada da mesma forma e, ao passar o cartão de crédito, teve o mesmo valor debitado.

Os policiais militares realizaram buscas e encontraram o trio perto de uma escola. Eles alegaram que estavam na cidade desde a última sexta-feira (24) e que vendiam cursos e descontos em exames médicos e odontológicos. O trio foi levado para a Delegacia, onde a Polícia Civil deu continuidade às diligências.

Especialistas. O levantamento indicou que os suspeitos são especialistas neste tipo de golpe, viajando de cidade em cidade para cometer o crime. O discurso é sempre o mesmo e os criminosos fogem antes de serem identificados. Ainda de acordo com os levantamentos, eles lesaram moradores de diversos municípios do sul capixaba e no Estado de São Paulo.

Estelionato. O trio foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato e encaminhado ao sistema prisional. O delegado também representou pela prisão preventiva dos autuados. A Polícia Civil orienta que vítimas deste tipo de golpe registrem o Boletim de Ocorrência, podendo se dirigir a qualquer delegacia, para que os fatos sejam apurados.

Em desdobramento da ocorrência, policiais civis da Delegacia de Polícia (DP) de Piúma se deslocaram até a residência alugada pelos suspeitos e prenderam uma quarta pessoa. O homem, de 29 anos, foi conduzido à delegacia, autuado em flagrante por estelionato e encaminhado ao sistema prisional. O delegado também representou pela prisão preventiva dele.