O tenente coronel Ronaldo Mutz, comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar (Guarapari) promoveu uma entrevista coletiva na manhã de hoje (26) para convocar a população de Guarapari a participar de uma audiência pública que será realizada na próxima segunda-feira (29) no Ministério Público às 14h.

O objetivo da audiência pública é debater uma possível mudança na forma como os shows são realizados na cidade. De acordo com o comandante, quando há shows, um efetivo muito grande de policiais é mobilizado para a área do evento, o que prejudica o restante da população.

comandante
A audiência será realizada na próxima segunda-feira no Ministério Público às 14h. Foto: João Thomazelli.

“Quero destacar que a Polícia Militar nunca vai deixar de estar presente em qualquer tipo de evento. Sendo solicitados, nós faremos o atendimento. Mas é importante para a população saber como funciona este tipo de mobilização. É importante que a população participe para dar ideias e sugerir mudanças”, comentou o tenente coronel.

Que completou. “Quando eu preciso fazer um reforço de 60 a 80% de um efetivo ordinário para um grande evento, eu preciso retirá-los de algum lugar, porque não há como produzir militares. Dependendo do quantitativo do público não é possível fazermos um evento com policiamento simples e sim um policiamento complexo, já que precisamos olhar todas as vias de acesso à cidade, o horário em que essas pessoas estarão retornando para suas residências”.

Um congestionamento e até mesmo acidentes acabam acontecendo segundo o comandante, em virtude do período longo de realização do show. O evento que começa na noite de sábado está acabando na manhã de domingo, mesmo horário em que as pessoas começam a sair de casa para ir à igreja, à praia, na casa de parentes. Em determinados locais há um grande fluxo de carros saindo do evento e que acaba causando congestionamentos. E ainda, quem sai da festa corre risco de se envolver em acidentes, como foi registrado no penúltimo evento que ocorreu na cidade.

“Nós temos que trabalhar de forma que a gente possa concatenar lucro, benefício para o município, turismo, mas prestando segurança. A audiência pública é de fato o momento que a população tem para apresentar suas preocupações, ideias e sugestões”, finalizou o comandante.

Comments are closed.