JB Padrão
Banner TOP
Ribero e Padua

O Portal 27 continua ouvindo autoridades e lideranças políticas a respeito da situação do desemprego em Guarapari. Uma dessas lideranças é Edinho Maioli, que é nascido em Guarapari, filho de ex-vereador e que já disputou o cargo de deputado estadual em 2010, prefeito na eleição suplementar de 2013 e vereador na eleição de 2016 em Guarapari.

Secretário. Atualmente Edinho é dirigente estadual do partido Podemos do Espirito Santo  e está trabalhando como secretário-executivo de governo da prefeitura de Viana. Segundo ele, essa é uma crise de desemprego que castiga Guarapari. “Os indicadores de que dispomos apontam para uma realidade com taxas crescentes de desemprego em Guarapari. Na cidade para quem têm uma dependência maior da alta temporada não tem sido fácil, com duração curta de 2 meses. A única estratégia da prefeitura é gerar empregos por meio de obras públicas, considero ser arriscada, a pergunta é: até quando o município vai conseguir manter essa capacidade?”, pergunta.

Edinho Maioli atualmente é dirigente estadual do partido Podemos e secretário-executivo da prefeitura de Viana.

Ele afirma que é necessário ter um planejamento. “Das autoridades é necessário cobrar um plano de governo estratégico, que prevê a criação de empregos, com ações, como por exemplo, criar oportunidades de empreendimentos em áreas com vocação industrial, incentivo ao empreendedorismo, capacitação de jovens, redução de burocracia e da carga tributária”, explica.

Edinho ainda complementa. “O desafio é de diversificar a economia local, um misto de turismo e industrial não poluente, no enfrentamento da alta taxa de desempregados em Guarapari.

2020. Sempre citado como possível candidato a prefeito ou vereador, Edinho comenta as eleições do ano que vem. “Se desejo se candidato, por que não? Sou Político! Bom, mas estamos avaliando se disputamos 2020”, disse.

Ele diz que tem mantido conversas. “Tenho conversado com algumas pessoas sobre o ano que vem, tenho manifestado que não sei ainda se vou disputar, mas dependendo de como ficar o quadro, até posso mudar de ideia, mas está cedo para definir candidatura”, comenta.

Discurso. Edinho diz que é preciso mais trabalho das atuais autoridades da cidade. “Até agora em Guarapari percebo é muita especulação, erros, polêmicas e pouco trabalho, como por exemplo, de criar empregos. É preciso que tenhamos uma visão para o futuro de Guarapari, sairmos do discurso eleitoral, a cidade precisa ser protagonista do turismo capixaba no nome e na prática” finaliza.

Ideally
Camara Municipal de Guarapari – Participe

Institucional MAllagutti
Banner Marcelo

5 COMENTÁRIOS

  1. Conforme EDINHO falou, precisamos estabelecer critérios de investimento aos empresários interessados no mercado de turismos, inclusive internacional, pois possuímos praias maravilhosas e espaço paradisíacos tendo como exemplo o projeto das 3 praias ( excelente Risort que até hoje encontra-se abandonado. Em fim abrir as portas e divulgar nosso potencial.

  2. Boa tarde!
    O Plano estratégico nada mais é! Que incentivar as EMPRESAS quando as mesmas tem desejo de INSTALAR-SE em Guarapari, Buscar alternativas de geração de EMPREGO E RENDA para os munícipes desta cidade, sabemos das riquezas turísticas de GUARAPARI, mas infelizmente algumas destas alternativas somente geram empregos em ALTA TEMPORADA, esquecendo que ainda tem 10 meses pela frente para finalizar um ANO e como ficam essas famílias?
    Precisamos de SAÚDE DE QUALIDADE, SEGURANÇA e EDUCAÇÃO SIM! Mas também precisamos de geração de emprego.
    Sugestão A SAÚDE , POR QUE AO INVÉS DE CRITICAR A SAÚDE DE GUARAPARI, O PROPRIETÁRIO DO HOSPITAL SÃO PEDRO TAMBÉM NÃO ATENDE PELO SUS?

  3. Toda vez que uma empresa (Industrial) cogitou a ideia de vir para Guarapari, a Câmara de Vereadores impediu, não digo a Câmara de agora essa aí não fede e nem cheira, as outras antes dessa

    O lenga lenga de sempre, não pode porque vai afetar o meio ambiente, pediam grandes somas de dinheiro as empresas, e elas iam para outro lugar.

    A intensão é sempre manter o povo carente pra comprar o voto

    Acho que quem afetou sempre o meio ambiente eram os vereadores.

  4. Meus amigos,
    A geração de empregos não depende apenas da boa vontade política! Há que ter atuação pontual das Autoridades, por exemplo, criando oportunidades, incentivos fiscais como doação de áreas industriais e exoneração tributária no direcionamento industrial.
    Há também o incentivo à industrialização doméstica dos produtos da pesca., do artezanato, também com exonerações etc., etc.
    O incentivo e a exoneração com certeza vão e voltam sob a forma de recursos, giro da economia, emprego e salário.
    Sou advogado da área tributária em Belo Horizonte e tenho muita vontade de me transferir para Guarapari, onde atuaria por puro diletantismo e vontade cívica, já que sou aficionado pela Cidade.
    Laiz Travizani Junior

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here