O prefeito de Alfredo Chaves, Roberto Fiorin (PSB), vai ter que deixar a prefeitura. O prefeito sofreu outra derrota na justiça, pois o desembargador do Tribunal Regional Federal  da 2ª região, Ivan Arthié negou o pedido para suspender os efeitos da sentença que o condenou a ficar cinco anos sem exercer um cargo público, por desviar recursos federais. Agora, a Câmara Municipal deverá dar posso ao vice prefeito Ademir Boldrini (PP), até a próxima sessão no dia 27.

Fiorin está confiante na recuperação da cidade.
Fiorin perdeu na justiça e vai ter que deixar o executivo.

O Tribunal Regional Eleitoral havia suspendido na semana passada, a liminar concedida pelo juiz eleitoral do município que mantinha Fiorin no cargo. A imprensa o advogado do prefeito disse que a situação do prefeito é complicada. “Isso agrava a situação do prefeito. Fica difícil ele permanecer no cargo. Tenho convicção de que foi cerceada a defesa dele no processo”, afirmou.

Deixe seu comentário