Ribero e Padua
JB Padrão
Banner TOP

Uma operação entre Prefeitura de Guarapari e Polícia Militar autuou doze vans na tarde de hoje na descida da ponte, no Centro da cidade. apenas um dos doze veículos parados não estava fazendo lotação, mas estava com excesso de passageiros.

A operação começou por volta das 16 horas e tinha como alvo as vans de transporte clandestino de passageiros. Policiais militares da Seção de Trânsito deram apoio à operação e quando avistavam os veículos vindo ainda em cima da ponte se preparavam para dar a ordem de parada.

Doze vans foram paradas e multadas durante a blitz. Em um dos casos, veículo tinha 24 passageiros quando o limite era 17 com o motorista. Foto: João Thomazelli/Portal27

Todos os veículos em que foi verificado o transporte ilegal de passageiros foram multados e depois dos passageiros dispersarem,   foram liberados, pois ainda não há um pátio na cidade para rebocar os veículos.

O supervisor de trãnsito da prefeitura de Guarapari, José Bonfim, falou que o transporte de passageiro sem autorização é ilegal e por isso as blitzes vão continuar.

“É uma prática rotineira que vem acontecendo em nosso município  e é obrigação do município fiscalizar. Nós vamos fazer cumprir a Lei. Todo veículo que for encontrado efetuando transporte vai ser notificado, vai ser multado e possivelmente encaminhado para a delegacia com base na Lei de Contravenção Penal”, explicou.

As ações de fiscalização vão continuar até o carnaval. foto: João Thomazelli/Portal 27

O chefe da seção de trânsito da Polícia Militar, tenente Gilberto, acompanhou a operação. 

“Nós recebemos a solicitação da prefeitura para que déssemos apoio a operação e o objetivo é coibir a prática de transporte remunerado de de passageiros em Guarapari, tendo em vista solicitações do Ministério Público e outros órgãos. Foram 12 vans paradas e as autuações foram realizadas, inclusive uma que existiam 22 passageiros, sendo que o veículo só tem capacidade para 17, inclusive com crianças de colo”, declarou o tenente.

Acidente e fuga durante Blitz

Enquanto a blitz transcorria no acostamento da via, uma moto bateu na traseira de um carro que parou no semáforo. Quando o motorista do veículo desceu para conversar com o motociclista, este saiu em disparada pela avenida, inclusive quase batendo em outro veículo mais à frente.

Apesar da fuga do motociclista, vários policiais que estavam no local anotaram a placa da moto. De acordo com o tenente Gilberto, o condutor da moto vai ser multado por fugir do local do acidente e por direção perigosa, perdendo assim o direito de dirigir.

O dono do carro ainda tentou perseguir o motociclista fujão, mas desistiu e voltou para o local da blitz para registrar a ocorrência.

Camara Municipal de Guarapari – Participe
Ideally

Institucional MAllagutti
Banner Marcelo

1 COMENTÁRIO

  1. Queria, aqui, deixar uma questão para a ilustre prefeitura de Guarapari e os órgãos responsáveis pela administração no trânsito no que se refere às festas no bairro Meaipe e Enseada Azul, nos atrativos das casas de shows café de la music e Multiplace mais, o que se deriva de dias de eventos em que as ruas ficam intransitáveis. Gostaria de saber, pelo princípio da igualdade, previsto na Lei Maior, se multas também são aplicadas quando há centenas de carros estacionados nas calçadas, localidades com placas proibindo o feito, remoção de veículos etc o que torna um trânsito ruim nas vias estreitas, muito pior…. ou quem sabe a lei só se aplica a alguns, reproduzindo o que acontece em grande escala no Brasil…
    Também gostaria de saber o que acontece para uma prefeitura tornar, ou pela falta de gestão, deixar tornarem uma rua intransitável, colocando ou deixando colocar semáforos, placas de proibido o acesso de carros em uma rua que, por ser paradoxo, tive que fotografar. Que soberania municipal é essa? Onde o particular faz e acontece e o povo “paga o pato”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here