Ribero e Padua
Banner TOP
JB Padrão

Guarapari é uma cidade com cerca de 118 mil habitantes. Não é segredo que a saúde pública e privada do município deixa muito a desejar. Mesmo com a prefeitura anunciando um novo hospital na cidade (Reveja aqui)  a situação ainda está longe de ser normalizada.

Imagine que o seu filho de seis anos quebre o braço e em nenhum hospital ou pronto atendimento tem sequer um ortopedista para engessar o braço da criança.

O pequeno Matheus só conseguiu ortopedista em Vila Velha. Foto: Divulgação
O pequeno Matheus só conseguiu ortopedista em Vila Velha. Foto: Divulgação

O engenheiro mecânico Fabrício Cândido de Oliveira, 33, passou por isso na última semana. Por volta das 19h30 do dia 02 de julho, o filho dele, o pequeno Matheus, 6 anos, estava brincando no pátio da igreja, caiu e fraturou o braço esquerdo em dois lugares.

Imediatamente o pai levou o filho ao hospital mais próximo, que era o São Pedro, em Muquiçaba. Quando chegou, a primeira decepção. Não havia ortopedista de plantão. Com o filho no carro, ele seguiu para o Hospital Francisco de Assis, na Praia do Morro.

Chegando lá, nova frustração. Matheus foi atendido pela equipe do hospital. Fizeram um exame de raios-X, que confirmou as fraturas e deram uma injeção para aliviar a dor da criança. Mas na hora de engessar… Sem ortopedista no plantão. A equipe do hospital ainda tentou com a Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Ipiranga, mas também não tinha ortopedista.

“No hospital (HFA) eles até disseram que poderiam encaminhar meu filho para Vila Velha em uma ambulância, mas primeiro teriam que levar outro paciente para Cariacica e só depois ele iria para Vila Velha”, relembra Fabrício.

Por fim, Fabrício conseguiu um ortopedista para engessar o braço do pequeno Matheus. A saga terminou por volta de 00h40 da sexta-feira.

Hospital Cidade Saúde
Hospital e Maternidade Cidade Saúde será construído no Acampamento dos Adventistas.

São vários os casos de pacientes, principalmente dos que buscam a rede pública de saúde quando sofrem uma fratura. Nestes casos, eles são encaminhados para hospitais da Grande Vitória.

A reportagem do Portal 27 procurou os hospitais e a prefeitura para comentarem sobre o problema da falta de ortopedistas.

Hospital São Pedro

A direção do Hospital São Pedro informou que existem três ortopedistas no quadro clínico do hospital e que sempre existe um que fica de sobreaviso nos plantões e é acionado assim que algum paciente dá entrada no hospital. No caso do Matheus, não foi dado entrada e por isso o ortopedista não foi chamado para atender.

Hospital Francisco de Assis

Hospital  Francisco de Assis. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Hospital
Francisco de Assis. Foto: João Thomazelli/Portal 27

A assessoria de comunicação do Hospital Francisco de Assis encaminhou nota informando a situação. Segue a nota na integra:

“O Hospital Francisco de Assis (HFA) não foi contratado para tal especialidade por meio dos convênios pactuados para o atendimento ao Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, desde sempre vem anunciando a necessidade de prover em seu quadro de serviços e funcionários a especialidade de ortopedia de forma a atender toda a demanda”.

Prefeitura de Guarapari

A prefeitura também explicou o motivo de não haver ortopedistas na Unidade de Pronto Atendimento. Segundo eles, isso se deve por causa do porte da unidade. Segue a nota:

“A Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Guarapari é uma unidade de porte 2 (média complexidade) não havendo a obrigatoriedade da ocorrência deste profissional. Assim, a unidade opera conforme o Ministério da Saúde preconiza para UPAs deste porte, com quadro completo”.

Unidade de Pronto Atendimento de Guarapari.
Unidade de Pronto Atendimento de Guarapari.

“Na UPA todos os atendimentos necessários são prestados até estabilização do quadro do paciente e encaminhamento à hospitais de referência. No caso de traumas, ao Hospital Antônio Bezerra de Faria”.

Ideally
Camara Municipal de Guarapari – Participe

Institucional MAllagutti
Banner Marcelo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here