Enquanto por quase todo o Estado às críticas ao governo Renato Casagrande  (PSB) são intensas, devido principalmente às posições tomadas pelo governo – com relação por exemplo, a Rodosol e seus desdobramentos – tais como a contenção dos manifestantes pela policia, em Guarapari uma voz se levantou para defender o governador Renato Casagrande.

juntos
Ricardo saiu em defesa do governador. Foto reprodução internet.

O presidente Municipal do PSB de Guarapari, jornalista Ricardo Conde, que foi candidato a prefeito de Guarapari nas últimas eleições,  publicou hoje em seu perfil na rede social, um texto intitulado Voto de confiança a Renato Casagrande.

No texto, o jornalista diz que as manifestações no Brasil são “reflexo dos desmandos de políticos que afrontam as leis, desviam recursos, atuam em benefício próprio e debocham da cara de todos nós”.

Ainda de acordo com ele,  não existem denuncias de corrupção contra Casagrande e que “No Espírito Santo não há acusações de corrupção contra o Governador Renato Casagrande. O estado vem recebendo investimentos em praticamente todas as áreas inclusive na área da saúde e de segurança, mas mesmo assim alguns insistem em crucificar o Governador Casagrande”, afirma.

A postagem do jornalista rendeu polêmica, recebeu mais de 50 comentários, uns a favor e outros contra o governador.

Confira o texto na integra.

VOTO DE CONFIANÇA A RENATO CASAGRANDE

As manifestações no Brasil são reflexo dos desmandos de políticos que afrontam as leis, desviam recursos, atuam em benefício próprio e debocham da cara de todos nós. O fim da corrupção, a melhor aplicação dos recursos públicos em obras e projetos é o que aparentemente move a população que está saturada de tanto desmando. No Espírito Santo não há acusações de corrupção contra o Governador Renato Casagrande.

Cone

O estado vem recebendo investimentos em praticamente todas as áreas inclusive na área da saúde e de segurança, mas mesmo assim alguns insistem em crucificar o Governador Casagrande. Conheço o Governador pessoalmente e imagino o dilema de um líder que sempre teve postura progressista, de diálogo e de participação popular ao ter que assumir o papel de defensor da ordem contra os excessos que estamos vendo. É claro que a situação é grave e inédita para o Governador.

A pressão é gigantesca e nem todas as decisões são perfeitas. As nossas reivindicações como cidadãos são mais que legítimas e queremos respostas das autoridades. No caso do pedágio da terceira ponte haverá uma auditoria no contrato e esperamos que o Governador tome a decisão correta a partir do resultado que tem que ser transparente. Esperamos também que o contrato referente ao pedágio da rodovia Vitória x Guarapari seja revisto e o preço possa baixar. O Governador Casagrande experimenta um momento de grande dificuldade e precisa de um voto de confiança das pessoas de bem de nosso estado.

 

Deixe seu comentário