Um homem responsável por furtar pelo menos seis motos em Guarapari foi preso na tarde de ontem tentando roubar mais uma. Jefferson Leonardo Rodrigues Santo, 21 anos, confessou o furto de várias motos na cidade e contou até que tinha uma tabela de preços para cada moto que ele entregava para o receptador.

Na tarde de ontem, enquanto Jefferson se preparava para furtar mais uma moto Honda Brós, ele foi flagrado pelo proprietário do veículo, que chamou a polícia.

Na delegacia, depois de algumas horas de interrogatório, Jefferson confessou que roubava as motos por encomenda e ganhava de R$ 800,00 a R$ 1.5 mil por cada entrega, dependendo do modelo furtado.

Jefferson confessou ter roubado pelo menos seis motos em Guarapari. Foto: divulgação

“Ele falou que tem uma tabela de preços por cada moto que entregava para o intermediário. Por uma XRE, por exemplo, ele recebia R$ 1.5 mil. Já uma Brós era mil e uma CG 150 R$ 800,00. Ele escondia as motos roubadas no meio do mato na região do Pica Pau e quem encomendava a moto pegava e levava para ferros-velhos em outras cidade do Estado”, explicou o delegado titular do Departamento Especializado em Investigações Criminais (Deic), Guilherme Eugênio.

Além de Jefferson, outra pessoa foi conduzida para a delegacia para prestar esclarecimentos, já que foi apontada por pelo detido como a pessoa que o levava para cometer os crimes. para cada “carona” o suspeito ganhava de R$ 200,00 a R$ 300,00.

“Ele prestou depoimento,  mas não ficou preso pois não temos elementos suficientes para a detenção. Ele continuará sendo investigado”, disse o delegado.

Em depoimento Jefferson contou que aprendeu a furtar as motos quando trabalhou em uma oficina mecânica e disse que se a moto não tiver nenhum tipo de sistema de segurança, como alarmes ou corta correntes, o furto se dá em poucos segundos, o que é confirmado por um vídeo em que ele aparece furtando uma moto em menos de dez segundos.

“Ele mesmo falou que nem mexe em uma moto quando ela tem sistema de alarme ou corta corrente. Fora isso, a ligação direta ele faz em segundos”, disse o delegado.

Ele confessou os furtos de seis motos. Uma foi roubada no dia 16 de novembro no Bairro Itapebussú, três no dia 19 do mesmo mês, nos bairros Itapebussú, Olaria e São Judas e duas no dia 22 nos Bairros São Judas e Praia do Morro.

“Infelizmente as chances de encontrar estas motos inteiras é muito remota, pois elas foram enviadas para desmontes para que o receptador vendesse as peças separadas”, lamentou Guilherme Eugênio.

Apesar de ter apenas 21 anos, Jefferson tem uma vasta ficha criminal, entrando e saindo da cadeia desde 2016 por crimes de roubo, furto e  porte de arma .

Deixe seu comentário

Comments are closed.