O mês de novembro, que é um dos mais chuvosos no Espírito Santo, terminou com menos chuva do que o normal. E apesar da previsão para estes primeiros dias de dezembro, a expectativa é de que a precipitação seja novamente abaixo da média. Os dados são da equipe de meteorologia do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Vitória fechou o mês com 48,8 mm de chuva. Esse valor corresponde a apenas 22,3% do esperado, ou seja, um desvio negativo de 77,7% em relação à média. E não foi só a capital capixaba que encerrou novembro com pouca chuva. Praticamente todo o Estado fechou o mês com precipitação abaixo do esperado.

chuva As áreas que sofreram um pouco menos foram as que estão nas proximidades do Caparaó e o sul da Região Serrana, que terminaram novembro com valores superiores a 100 mm, mas ainda aquém da chuva de 200-250 mm esperada em um novembro típico nestas áreas. A Região Nordeste do Estado foi aquela que mais sofreu com a estiagem no mês: São Mateus e Linhares, por exemplo, fecharam novembro com menos de 30 mm acumulados.

Dezembro já começou e a previsão é de pancadas de chuva nesta primeira semana do mês, inclusive com expectativa de chuva ainda nesta terça-feira (1º) na Região Serrana e no Sul do Estado.

“Apesar da baixa previsibilidade dos modelos de previsão usados pelos meteorologistas, o prognóstico em médio prazo para o mês não é dos mais animadores em relação ao regime de chuvas, que pode terminar com precipitação abaixo do esperado ou, no máximo, dentro do normal. Seguindo o padrão observado nos últimos meses, continuaremos com temperaturas elevadas ainda. A previsão para dezembro é de temperaturas acima da média”, disse Bruce Pontes, meteorologista do Incaper.

Entenda a estiagem

A pouca chuva de novembro se concentrou na segunda quinzena do mês. A extremidade de uma frente fria conseguiu diminuir o calor entre os dias 16 e 17, mas nada muito significativo. No dia anterior à chegada do sistema (15), a chuva foi forte e veio até com rajadas de vento e queda de granizo em alguns trechos das regiões Serrana e Sul. No entanto, a precipitação não foi duradoura e o calor voltou já no dia 18.

Entre os dias 21 e 28, dois canais de umidade se formaram com a aproximação de duas frentes frias, que avançaram pelo mar, na altura do Estado. O calor diminuiu mais uma vez, inclusive com diminuição das temperaturas mínimas, que voltaram a se aproximar dos 21°C em alguns dias, algo que não acontecia há algumas semanas na capital capixaba. A chuva caiu de forma fraca a moderada, mas não foi demorada.

Para mais informações sobre o tempo, acesse: http://hidrometeorologia.incaper.es.gov.br.