A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Presidente Kennedy e com apoio da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) e da Guarda Municipal de Presidente Kennedy, deflagrou nesta segunda-feira (10), uma operação para dar cumprimento a mandados de prisão preventiva no âmbito do inquérito policial que investiga a morte do vereador Marcos Augusto Costalonga, ocorrida em maio de 2021.

Durante a Operação Gatepost, foram cumpridos mandados nos municípios de Itapemirim, Marataízes e Presidente Kennedy. Três homens, de 31, 32 e 35 anos foram localizados e presos pelas forças de segurança. Outros dois mandados de prisão foram cumpridos em desfavor de indivíduos que já se encontravam custodiados no sistema prisional capixaba pelo crime de roubo.

Inquérito policial que investiga a morte do vereador Marcos Augusto Costalonga, ocorrida em maio de 2021.

O homem, apontado pela investigação como mandante do crime, não foi localizado. De acordo com o delegado, a motivação do crime está relacionada a uma dívida que o mandante do crime tinha com o vereador.

“Quando ainda não era vereador, o Marcos vendeu um caminhão de mourões para o mandante do crime, no entanto, esse homem não pagou pelo produto. O mandante tinha uma empresa que era responsável na época por uma obra pública na cidade. O vereador começou a fazer cobranças incisivas. Quando assumiu o cargo de vereador disse, inclusive, que iria na prefeitura solicitar o bloqueio de pagamento dele, caso não pagasse pelo valor dos mourões. Os dois discutiram, o mandante efetuou o pagamento e depois ordenou a execução do vereador”, explicou o titular da Delegacia de Polícia (DP) de Presidente Kennedy, delegado Thiago Viana.

Após os procedimentos de praxe, os indivíduos serão encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Marataízes.

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Presidente Kennedy e com apoio da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) e da Guarda Municipal de Presidente Kennedy

“Uma investigação complexa que durou três anos. Os envolvidos queimaram o carro e sumiram com a arma utilizada no crime. Fizeram de tudo para apagar os rastros. O mandante do crime faz parte de uma milícia e é oriundo do Rio de Janeiro”, relata o delegado Thiago Viana.

O crime
Na noite do dia 27 de maio de 2021, Marcos, sua esposa e um amigo voltavam de uma partida de futebol. No caminho, um veículo modelo Hyundai HB20 teria parado ao lado do carro e os ocupantes atiraram várias vezes no veículo que a vítima dirigia.

Um dos tiros atingiu o vereador, que morreu na hora. Ele perdeu o controle do veículo e caiu em um barranco à beira da estrada. Os suspeitos fugiram do local sem levar nada. A mulher e seu amigo ficaram feridos e foram socorridos.

O carro utilizado pelos criminosos foi encontrado queimado quatro dias após o crime na localidade de Monte Belo, também no município de Presidente Kennedy.

Operação Gatepost: O nome da operação “Gatepost” faz referência a tradução em inglês da palavra “mourão”.