A prefeitura de Guarapari realizou na manhã desta quarta-feira (27), uma fiscalização em um ferro velho que fica na localidade de Barro Branco, zona rural do município, onde havia denúncia de que teria focos do mosquito da dengue. Na operação, foram recolhidos dois caminhões com materiais inservíveis e que poderiam acumular água. O dono do ferro velho foi conduzido ao Departamento de Polícia Judiciária, (DPJ) de Guarapari, onde assinou um Termo Circunstanciado (TC) e foi liberado.

De acordo com o gerente de vigilância em saúde da PMG, Antonio Francisco Souza Júnior, o objetivo da ação é reduzir o índice de infestação e proliferação do mosquito.

“O mosquito – aedes aegypit-  tem hábitos urbanos, nesses locais da zona rural, nós não teríamos problemas, porém com a presença de um ferro velho, passa a ser um agravante”, disse Antonio.

A operação acontece em conjunto com as equipes do Centro de Controle de Zoonozes (CCZ), Vigilância Sanitária, Secretaria de Fiscalização e Codeg. Desde o início do ano até ontem foram realizadas quatro operações em ferros velhos de Guarapari. Todo o material foi recolhido pela Codeg e encaminhado para um aterro sanitário em Vila Velha. A prefeitura informou que as fiscalizações irão continuar em locais que ofereçam riscos à saúde pública.

Segundo o gerente da Vigilância Sanitária Municipal, Murilo Tardin Alves, as ações têm o intuito de conscientizar e responsabilizar os culpados. “A ação visa responsabilizar civil e criminalmente as pessoas que não cumprem com medidas de prevenção no que tange colocar em risco à saúde pública”, disse Tardin.

O dono do ferro velho, Inácio Neto da Cruz, 60 anos, disse que sobrevive da compra, venda e coleta de material reciclável. Segundo ele, irá retirar todo o material da rua, após ter sido notificado pela prefeitura. “Eu irei colocar tudo no meu sítio e irei fazer uma cobertura para não correr o risco de armazenar água”, disse Inácio. Inácio assinou um Termo Circunstanciado (TC) e foi liberado, e irá aguardar a intimação do juiz para responder o processo.

Dados

De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Guarapari, do começo do ano até o último dia 24, foram 956 casos notificados de dengue, sendo que 20 foram confirmados e três mortes estão em investigação.

Texto: Rosimara Marinho