A visita de 5 deputados estaduais, entre eles o deputado de Guarapari, Carlos Von, ao Hospital Estadual Dório Silva na Serra, levou o Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes a reclamar e acusar os deputados de “Invasão”.

Em seu perfil no twitter o Secretário Nésio escreveu. “Inadmissível num momento de pandemia esse tipo de comportamento radical, xiita e de baixo perfil. Repudiamos qualquer forma de invasão aos hospitais públicos ou privados”.

Deputados. Von estava acompanhado dos deputados Lorenzo Pazolini (Republicanos), Vandinho Leite (PSDB), Torino Marques (PSL) e  Danilo Bahiense (PSL).

Von estava acompanhado dos deputados Lorenzo Pazolini (Republicanos), Vandinho Leite (PSDB), Torino Marques (PSL) e  Danilo Bahiense (PSL).

Nota. Em nota enviada ao Portal 27 o deputado Carlos Von esclareceu o assunto dizendo que eles foram investigar denuncias. Confira a nota enviada por sua assessoria na integra.

“A visita, na verdade, aconteceu devido às diversas denúncias anônimas recebidas pelos deputados e diante de inúmeros indícios de negligência por parte do governo estadual, tomando ainda mais robustez o fato do MPF classificar os dados sobre ocupação dos leitos de UTI no ES como enganosos.

Importante destacar que não houve invasão. Os deputados em momento algum foram impedidos de entrar. Pelo contrário, após a identificação, tiverem a entrada franqueada e foram acompanhados pelos servidores do hospital, utilizando todos os equipamentos de proteção necessários como máscaras, toucas, luvas e álcool gel, bem como o estrito cumprimento de todos os protocolos sanitários.

Na oportunidade, os deputados puderam constatar a deficiência dos EPI’s fornecidos aos servidores, principalmente máscaras N 95 e, também, a ausência de medicação adequada à sedação dos pacientes internados.

A população que apresenta necessidades ortopédicas, cardíacas, dentre outras, não está sendo mais atendida, visto que o Hospital, quase que em sua totalidade, se destina a pacientes de Covid-19.

O Deputado Carlos Von repudia veementemente o lamentável posicionamento do Secretário de Saúde, que está nitidamente enganando o povo capixaba, querendo impedir que o MP/ES, MPF e os demais deputados estaduais de exercerem o seu dever Constitucional de fiscalizar e acompanhar as ações dos demais poderes.

A reação desproporcional, intempestiva e violenta do Governo se deve unicamente ao fato de que os Deputados constataram, na prática, a veracidade das diversas denúncias recebidas e de irregularidades que vêm ocorrendo no âmbito da Secretaria Estadual de Saúde.

Vale ressaltar que o estado do ES já alcançou a triste marca de mil mortes e não foi capaz de construir hospitais de campanha e, ainda, o governo disse que os médicos vão ter que escolher quem irá viver e quem morrerá. Soma-se a tudo isso a real perspectiva de decretação de Lockdown, que irá destruir ainda mais a nossa economia, por consequência da falta de competência e de ações concretas no início da pandemia. ”