A prefeitura de Guarapari, oficializou nesta quinta-feira, 6 de junho , a licença de dois de seus secretários para que possam se dedicar à campanha eleitoral na disputa pela prefeitura. A decisão foi formalizada através das Portarias/GAB nº 146/2024 e nº 147/2024, que concedem licença remunerada aos servidores Emanuel de Oliveira Vieira e Tamili Mardegan da Silva.

Portaria nº 146/2024
A Portaria nº 146/2024 concede licença ao servidor Emanuel de Oliveira Vieira, que ocupa o cargo de Engenheiro Civil na Secretaria Municipal de Obras Públicas e Serviços (SEMOP). Emanuel é um dos nomes escolhidos pelo prefeito para dar continuidade ao seu legado na administração municipal. A licença será válida até o dia seguinte ao da eleição, desde que o registro de sua candidatura seja aprovado pelo Tribunal Regional Eleitoral.

A decisão foi formalizada através das Portarias/GAB nº 146/2024 e nº 147/2024, que concedem licença remunerada aos servidores Emanuel de Oliveira Vieira e Tamili Mardegan da Silva.

Portaria nº 147/2024
A Portaria nº 147/2024 concede licença à servidora Tamili Mardegan da Silva, que atua como professora regente de classe na Secretaria Municipal de Educação (SEMED). Tamili também foi selecionada pelo prefeito Edson Magalhães para representar sua gestão na disputa eleitoral como candidata a vice na chapa de Emanuel. Assim como no caso de Emanuel, a licença de Tamili será válida até o dia seguinte ao da eleição, condicionada à aprovação de sua candidatura pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Desafio Eleitoral
Ambos os secretários deixam suas funções para encarar o desafio de manter o legado do prefeito Edson Magalhães. O prefeito Edson confia que a experiência e dedicação de Emanuel e Tamili contribuirão para uma campanha competitiva em Guarapari.

Cumprimento da Lei
A concessão das licenças está em conformidade com o artigo 110 da Lei Municipal nº 1.278/1991, que regulamenta a licença para campanha eleitoral dos servidores públicos municipais. O não cumprimento dos prazos estabelecidos implicará na suspensão das portarias e nas sanções disciplinares cabíveis.