Ribero e Padua
Banner TOP
JB Padrão

Guarapari é uma cidade linda e apaixonante. Cada canto desse lugar conta uma história e redescobri-las é um passatempo prazeroso. Conheça mais a nossa cidade.

Características de Guarapari

Guarapari está localizada, onde antigamente ficava uma taba dos Goitacás. No ano de 1585, o padre José de Anchieta levantou uma capela, dedicada a Santa Ana, e construiu residências destinadas aos catequistas da Companhia de Jesus. A partir de então, os índios passaram a morar nos entornos da igreja e, com o tempo, o aldeamento foi crescendo, especialmente, após a chegada dos portugueses.

Foto: Guilherme Cabral.
Foto: Guilherme Cabral.

Em 1655, Guarapari deixou de ser um aldeamento e se tornou freguesia. Cinco anos depois, em 1670, ganhou foros de município – a delimitação municipal só ocorreu em 1878. No ano de 1677, o donatário da capitania, Francisco Gil de Araújo, construiu uma igreja dedicada a Nossa Senhora da Conceição, que a atual padroeira da cidade – junto de São Pedro – e em 1679 criou a vila.

O primeiro nome que Guarapari recebeu foi Vila dos Jesuítas. Depois, foi denominada de Aldeia de Nossa Senhora, Aldeia de Santa Maria de Guaraparim, Guaraparim, Goaraparim e, por fim Guarapari. O nome é originado de um vocábulo indígena derivado (segundo Montoya e Saint Hilaire) de guará – que é um pássaro de arribação, que aparece à beira mar e tem cores variadas – e pari – que significa lugar onde se armam redes para apanhar guarás.

História de Guarapari

Guarapari tem muitas histórias curiosas e lendas. Porém, a mais conhecida é a que serviu de inspiração para a novela “O Bem Amado”. Dias Gomes afirmou que a imaginária Sucupira não era tão ficcional como se pensava e que ela surgiu em uma de suas férias, quando o escritor descobriu que o prefeito local havia pedido um defunto emprestado à cidade vizinha para inaugurar o cemitério.

O cemitério demorou 10 anos para ser inaugurado. Foto: Divulgação.
O cemitério demorou 10 anos para ser inaugurado. Foto: Divulgação.

Fato que aconteceu em Guarapari. Em 1906, foi construído o primeiro cemitério municipal, o São João Batista, no Centro, próximo à Praia das Virtudes. A inauguração só aconteceu em 1916, 10 anos depois. Como ninguém morria na cidade, a demora na inauguração provocou muita reclamação e acusação do povo, então o prefeito da época começou a pedir defunto “emprestado” para os municípios vizinhos.

Só que ninguém queria “emprestar” defunto nenhum para inauguração de obra política. O problema só acabou quando um andarilha morreu em Benevente, atual Anchieta, e veio ser enterrada aqui. Até hoje não ela foi identificada. Diferente do que aconteceu em Guarapari, a solução do prefeito de Sucupira foi chamar o pistoleiro Zeca Diabo para matar alguém para que o cemitério fosse inaugurado.

Geografia de Guarapari

[googlemap src=”https://maps.google.com.br/maps/ms?gl=br&ptab=2&ie=UTF8&oe=UTF8&msa=0&msid=207308435374097176311.00048e9656ecbc0a7cc09″ width=”800″ height=”800″ align=”aligncenter” ]

Município: Guarapari

Gentílico: Guarapariense

Estado: Espírito Santo

Área: 592,23 Km2

Bioma: Mata Atlântica

População Residente: 104.534 habitantes (CENSO 2009)

PIB per capita: R$ 7.755 (2009)

Mesorregião: Litoral Sul Espírito-Santense

Microregião: Metropolitana

Distritos: Guarapari, Rio Calçado e Todos os Santos

Divisas: Vila Velha, Viana, Marechal Floriano, Alfredo Chaves e Anchieta

Ato de Criação do município: Decreto nº 53

Data de Criação do município: 11/11/1890

Data de instalação: 19/09/1891

Informações geográficas: IBGE / IJSN

Camara Municipal de Guarapari – Participe
Ideally

Institucional MAllagutti
Banner Marcelo
COMPARTILHAR
Artigo anteriorHistórias curiosas de Guarapari
Próximo artigoFotos de Guarapari
Formada em Administração, com ênfase em Comércio Exterior e pós graduada em Mídias Sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here