Com apenas 4 anos Samuel se tornou campeão Sul Americano de Jiu- Jitsu.

Guarapari agora tem mais um atleta para se orgulhar, o pequeno Samuel Pereira de Paulo, de 4 anos, que se tornou campeão Sul Americano de Jiu-Jitsu no último dia 22.

A luta aconteceu em Vitória e foi organizada pela Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP). Samuel disputou a final contra o paulista Pedro Batista, de 7 anos, que é da equipe Gracie Barra. O pai do menino, Wendel Lopes de Paulo, explicou que ele lutou com um garoto maior por falta de lutadores da mesma idade.

“Ele tem 4 anos e não tinha ninguém para lutar nessa categoria. Então conversei com o patrocinador dele, o COB, e escrevi ele na categoria de 7 anos. Vimos como uma ótima oportunidade, pois se tratava de um evento internacional em nosso Estado. Achamos que seria muito bom para obter mais experiência, e para nossa alegria, ele acabou se consagrando campeão e em grande estilo”.

Wendel é faixa preta de Jiu-Jitsu e foi campeão da Copa Alegre na faixa marrom em 2015. Ele afirmou que o filho começou a treinar aos 2 anos e desde então faz parte da equipe Team Bergamo. “Eu dava aula de Jiu-Jitsu para crianças e ele sempre ia comigo para a academia. Então é uma coisa que passou de pai para filho. É como dizem, filho de lutador, lutador é”.

Samuel e o pai comemorando mais uma vitória.

Segundo o pai, a paixão do Samuel pelo esporte é tão grande que desde muito novo ele queria ter sua própria medalha. “Sou lutador e desde bebezinho ele vai para os campeonatos. Eu ganhava medalhas e ele pegava e colocava no peito e falava que queria ganhar a dele”.

Mesmo ainda muito pequeno Samuel já faz planos para o futuro e afirma que pretende seguir no esporte. “Estou feliz. Gosto muito de lutar, quero ser igual a meu pai”, disse o garoto.

A mãe de Samuel, Naiara Pereira disse que acredita que o filho tenha se inspirado em um personagem da Bíblia que enfrentou e venceu um gigante. “Ele gosta muito de uma passagem bíblica que conta a história de Davi e Golias. Acho que ele se inspirou no personagem Davi porque ele lutou com um menino de 7 anos. Ele também tem um irmão de 7 meses e fica brincando com ele e dizendo que vai ensinar a treinar Jiu-Jitsu. Estou muito orgulhosa”.

O pai também está orgulhoso e sonha com novos títulos para o garoto. “Ele gosta e tem prazer em treinar comigo. Me senti muito orgulhoso, estava a ponto de explodir. Mas não coloco pressão nenhuma de vitória sobre ele, para mim ele tem de se divertir, lutar porque gosta. Ele está colhendo frutos por gostar e sem dúvida trará muitas alegrias para nossa cidade”.

Essa já é a terceira vitória do Samuel, em 2016 ele foi campeão da Copa Pepê Classic e da Anchieta Open de Jiu-Jitsu. Seu próximo desafio será a Copa COB de Jiu-Jitsu, em Guarapari, que é válida pela primeira etapa do Estadual da Federação Capixaba de Jiu-Jitsu Esportivo (FCJJE).

Deixe seu comentário