Uma operação conjunta realizada pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM) da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e pela Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Vila Velha, com o apoio de agentes da Guarda Municipal – resultou na apreensão de aproximadamente meia tonelada de carne bovina imprópria para consumo humano.

Os alimentos – apreendidos em uma residência do bairro Jabaeté – estavam sendo manipulados de forma flagrantemente irregular, em condições insalubres, numa afronta direta às normas de higiene e de segurança alimentar.

Com o apoio de agentes da Guarda Municipal – resultou na apreensão de aproximadamente meia tonelada de carne bovina imprópria para consumo humano

A diligente ação das equipes de Vila Velha iniciou-se após uma denúncia anônima registrada na Ouvidoria Municipal (162), no último dia 05 de junho. Por isso, o local, que funcionava como um ponto de comercialização de carne clandestina, foi alvo de fiscalização nesta quinta-feira (13).

Durante a abordagem, o proprietário do estabelecimento colaborou com as autoridades municipais e permitiu o acesso das equipes da Prefeitura de Vila Velha ao interior da residência.

Irregularidades

No local, foram constadas graves irregularidades envolvendo a produção caseira de charque bovino. A carne estava armazenada de maneira inadequada, sobre caixas imundas, com peças espalhadas em um chão de terra batida, expostas ao sol e à contaminação por larvas de insetos, em condições alarmantes de higiene.

Havia também entulho, esgoto a céu aberto e reservatórios plásticos infectados, cheios de restos de carnes e salmouras em estado de putrefação. Devido aos elevados riscos sanitários, a empresa “GranVitoria” foi acionada para realizar a apreensão e posterior inutilização da carne apreendida.

No local, foram constadas graves irregularidades envolvendo a produção caseira de charque bovino.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Vila Velha, Everaldo Colodetti, informou que as atividades de produção clandestina de carne, na residência do bairro Jabaeté, foram imediatamente suspensas e o negócio irregular foi interditado.

“A ação integrada das equipes de fiscalização reforça o compromisso da Prefeitura de Vila Velha com a saúde pública e a segurança alimentar da população, destacando a importância da denúncia anônima à Ouvidoria, como ferramenta de importância estratégica para a proteção coletiva”