Em 2021, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) irá abrir 1.500 vagas em concurso público. A autorização foi confirmada por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União, no dia 24 de dezembro deste ano. O documento foi assinado pelo secretário especial de desburocratização, gestão e governo digital do Ministério da Economia, Caio Mario Paes de Andrade.

A PRF tem até seis meses para lançar o edital de abertura, ou seja, até junho de 2021. As regras estão previstas para serem anunciadas em janeiro. Quando confirmada, a escolha da banca terá a responsabilidade de executar o processo seletivo.

A PRF tem até seis meses para lançar o edital de abertura, ou seja, até junho de 2021.

A seleção contará com oportunidades para o cargo de policial rodoviário, que tem como requisito nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A remuneração inicial é de R$ 10.357,88, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458. O presidente da república, Jair Bolsonaro, havia anunciado por diversas vezes que o concurso iria oferecer 2 mil vagas. Entretanto, a autorização foi de 1.500 postos, como ocorreu com a Polícia Federal.

De acordo com a PRF, o certame contará com provas objetivas e dissertativas, análise de títulos, testes de aptidão física, avaliação psicológica, avaliação biopsicossocial, avaliação de saúde, investigação social e curso de formação. O último concurso da PRF foi realizado em 2018, com 500 vagas, sendo organizado pelo Cespe/UNB, atual Cebraspe. Na ocasião, o exame objetivo contou com 120 itens e os candidatos tiveram que responder questões de Língua Portuguesa, raciocínio lógico-matemático, Informática, noções de Física, Ética no Serviço Público, Geopolítica Brasileira, legislação de trânsito, noções de Direito Administrativo, noções de Direito Constitucional, noções de Direito Penal e Processual Penal, legislação especial e direitos humanos e cidadania.