Após a reportagem do Portal 27, em que médicos criticavam a gestão da saúde em Guarapari, (Reveja Aqui), a secretária de Saúde do município, Aurelice Vieira, chamou hoje (27) o portal27, para falar sobre a situação da saúde de uma forma geral. 

Dando ênfase na absorção da UPAI pelo Hospital Infantil Francisco de Assis (Hifa) e falando da construção do Hospital Cidade Saúde, ela afirma que os investimentos na área têm sido consideráveis e maiores do que nas administrações anteriores. “Do dia em que Orly assumiu o cargo de Prefeito até o momento, os atendimentos na saúde subiram 11% na atenção primária. Anteriormente, o atendimento era de  17% na atenção primária, como saúde da família, por exemplo, atualmente, esse valor é de 28%”, afirma Aurelice.

Aurelice, secretária de Saúde.
“Do dia em que Orly assumiu o cargo de Prefeito até o momento, os atendimentos na saúde em atenção primária, subiram 11%” afirma Aurelice.

UPAI

A secretária explicou a decisão que levou a administração a permitir a absorção da Unidade de Pronto Atendimento Infantil (UPAI) pelo Hifa. “Várias visitas foram feitas ao Hospital São Judas, mas o local não permite ampliação e não tem espaço suficiente para atender a necessidade da população. O prédio era uma casa, eles foram reformando e transformaram em hospital”, conta.

Em relação ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, Aurelice explicou que as dívidas desse hospital  são grandes. “Nós também estivemos no local, mas nem eles sabem precisar qual o montante necessário para quitar as dívidas trabalhistas. Imagina o restante”, explana.

O Hospital São Pedro não tem nenhum tipo de convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS), por isso, nem chegou a ser cogitado para receber a maternidade, já que precisaria ter esse vinculo.

DSC06756
Segundo secretária, Hospital São Judas não permite ampliação e não tem espaço suficiente para atender a necessidade da população.

A secretária também garante para a população que o atendimento de urgência e emergência continuará sendo feito na UPAI. “Desde dezembro, as consultas de pediatria estão sendo feitas nas Unidades de Saúdes dos bairros. Enquanto urgência e emergência, no UPAI. É isso que continuará acontecendo. Com a chegada do Hifa, as mães também poderão dar a luz, pelo SUS lá”, diz.

A secretária também falou da estrutura que a instituição irá oferecer. “A equipe deles está toda montada. Pediatras, enfermeiros, recepcionistas, todos os profissionais são qualificados e bem treinados. Quero deixar claro que em nenhum momento a Prefeitura exigiu a contratação de seus funcionários. As pessoas que trabalham para a administração pública entraram lá por meio de concurso e trabalharão em horário oposto ao que tem que cumprir sua carga como servidores do município”, garante.

UPAI na Praia do Morro. Foto: ASCOM/Prefeitura de Guarapari.
Secretária também garante para a população que o atendimento de urgência e emergência continuará sendo feito na UPAI.Foto: ASCOM/Prefeitura de Guarapari.

A Hifa também deve fazer modificações no espaço físico. “A UPAI não foi projetada para ser hospital, então, óbvio que serão feitas mudanças para atender a demanda de uma maternidade. Serão 10 leitos comuns, 1 leito de UTI para mãe e 1 leito de UTI Neonatal”, informa.

Aurelice também fez questão de deixar claro que a Procuradoria não foi contra a absorção como acusaram os médicos na reportagem do Portal27. “Eles não são a favor da contratação direta com a associação. Por isso, vai haver uma parceria com o aval do ministério público”, afirma. O convênio será assinado em março, após os acertos burocráticos.

Hospital Cidade Saúde

Também em março deve sair o ganhador da licitação para a construção do Hospital Cidade Saúde, promessa de campanha do Prefeito Orly Gomes. O edital já foi lançado e o projeto deve ser custeado pelos governos Municipal e Federal. A Prefeitura entrará com R$ 5.197.000,00 e o recurso já está em caixa. No total, serão investidos cerca de R$ 18.000.000,00.

“O Governo Federal enviará recursos de R$ 12.880.000,00. A obrigação de iniciar a obra é do município, mas quem tem que leva-la em frente é o Estado. Também é deles a obrigação de gerir o hospital quando ele tiver funcionando. Isso, porque ele é considerado de médio à grande porte, o chamado hospital de referência”, conta.

HOPITAL-GUARAPARI-PROJETO
Hospital Cidade Saúde terá licitação finalizada até março.

A obra tem prazo de dois anos para ser entregue. O Hospital Cidade Saúde contará com uma estrutura composta de 132 leitos de internação, 18 UTI’s, 9 UTI’s para queimados, 9 leitos de observação, 3 de emergência e um 1 heliponto. Também deverão funcionar no espaço a Casa da mulher, a Rede Cegonha e alguns outros projetos.

Deixe seu comentário