A saúde da mulher tem sido reclamação constante do vereador Denizart (PSDB) em seus discursos. Ele alega que o Centro de Atenção à Saúde da Mulher não vêm recebendo verba necessária para um bom atendimento. A prefeitura nega acusações, e diz que o setor tem os recursos necessários.

A saúde da mulher fica na rua Alexandre Grande Ribeiro, sem número, em Muquiçaba.

Um dos pontos que Denizart questiona, é o número de médicos que atendem no local. De acordo com ele, não há médicos suficientes no local. “Lá só tem um médico e  ele não dá conta de atender todas a mulheres da cidade. E elas estão sofrendo com isso. São feitos 10 atendimentos as segundas e 10 as sextas. São somente 20 por semana. Deveria haver mais profissionais lá”, fala o vereador.

Para Denizart, o Centro de Atendimento a Saúde da Mulher, precisa de mais recursos.

Outra reivindicação do parlamentar é a verba destinada aos exames. “Para exames de imagem a Saúde da Mulher só recebe R$ 50 mil por mês. É muito pouco perto da demanda. São mulheres com doenças no colo do útero, sangramentos, e outras enfermidades. Esses exames precisam ser feitos, mas não é destinado dinheiro suficiente para eles”, afirma Denizart.

O Portal 27 procurou a prefeitura, que por meio de nota, afirmou que as questões levantas pelo vereador Denizart são infundadas. Fala que a equipe médica do local está completa. “O programa Saúde da Mulher possui 4 médicos disponíveis para o atendimento das pacientes do município, sendo um clínico geral para o atendimento do pré-natal de áreas descobertas, um ginecologista para intercorrências, um ginecologista obstetra e um ginecologista habilitado para a colocação de dispositivo intrauterino, DIU”, afirma a prefeitura.

E fala ainda que da verba destinada para exames. “Hoje Guarapari realiza o atendimento de 100% das gestantes do municípios através da liberação de exames laboratoriais. A título de exemplo, são liberados aproximadamente R$35 mil reais em exames laboratoriais e R$ 60 mil reais por mês em exames de imagens, como ultrassom, mamografia ultrassom da mama“, informa a prefeitura.

Deixe seu comentário