O presidente da Câmara Municipal de Guarapari, vereador José Wanderlei Astori (PDT), teve a carteira de habilitação suspensa.

Ele está entre os 12 mil motoristas do Estado, que tiveram a CNH suspensa pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES). Procurado para dar explicações, o vereador disse, através de assessoria, que as multas foram em virtude “Do dia em que teve de ir às pressas para Vitória, onde o sobrinho estava mal no hospital”, diz parte da nota.

Noticias-Fotos-02-01-2013-prefeitointerino-guarapari-es
Vereador disse que teve que ajudar um sobrinho.

Confira a nota na integra.

“A habilitação do motorista não foi cassada, foi suspensa por trinta dias por conta de multas. Ele já está matriculado em um curso de reciclagem. As multas são decorrentes do dia em que teve de ir às pressas para Vitória, onde o sobrinho estava mal no hospital, que inclusive teve de amputar as pernas. Com isso, foi pego em alguns radares da Rodovia do Sol”

12 mil motoristas tiveram CNH suspensa no Estado

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES) divulgou uma lista com cerca de 12 mil motoristas cujas Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foi suspensa no estado, os condutores devem entregar o documento e a suspensão varia de um mês a um ano, de acordo com a infração.

Segundo a lista divulgada pelo Detran-ES, no último dia 9, os motoristas precisam comparecer ao órgão para entregar a CNH e fazer um curso de reciclagem devido a perda de mais de 20 pontos na carteira causada por infrações cometidas em um ano, ou por ter sido flagrado cometendo uma infração gravíssima.

images (1)

A CNH suspensa deve ser entregue Detran ou na Ciretran do município onde o motorista reside e o mesmo deve fazer o curso de reciclagem com duração de 30 horas durante o período de suspensão. O curso de reciclagem é oferecido em alguns centros de formação de condutores ou em empresas credenciadas e a carteira de habilitação será devolvida quando o motorista receber o certificado de conclusão do curso e tiver cumprido o período determinado.

A suspensão vale a partir do momento em que o condutor entrega a CNH. Em casos em que o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar reteve a habilitação, o motorista precisa buscar a CNH e entregá-la ao Detran.

Os condutores que estão na lista e forem flagrados conduzindo veículos vão ter a habilitação cassada por dois anos. Caso isso ocorra, o motorista pode ficar dois anos sem dirigir e precisará reiniciar o processo de habilitação, realizando as aulas teóricas, práticas e provas para conseguirem uma nova CNH.

 Confira a lista no site do Dentra-ES

http://www.detran.es.gov.br/download/listasuspensao.pdf

 

Por Alini Cunha, colaborou Wilcler Carvalho Lopes

Deixe seu comentário