O Governo do Estado, por meio da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), vai investir R$ 418.775.911,87 em obras sanitárias em Vila Velha, segundo município capixaba mais populoso. A assinatura do contrato aconteceu na manhã desta terça-feira (8), em solenidade no Palácio Anchieta. Os recursos são provenientes de financiamento junto ao Banco Mundial e integram o Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem, criado em 2012.

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Araçás vai mais do que dobrar sua capacidade atual que é de 400 l/s para 900 l/s, o que vai dotar a estação para tratar todo o esgoto da região. Já as obras de ampliação em Terra Vermelha vão universalizar o sistema de esgotamento em toda a região com a construção de uma ETE de 150 l/s, um empreendimento sustentável que vai gerar energia solar e atender toda planta de tratamento.

O Governo do Estado, por meio da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), vai investir R$ 418.775.911,87 em obras sanitárias em Vila Velha, segundo município capixaba mais populoso.

Somando-se as duas ETEs, a capacidade de tratamento diária é de mais de 90 milhões de litros, o que equivale a 90 mil caixas d´água de mil litros, que deixarão de poluir o mar, rios e lagos todos os dias. A execução do projeto começa ainda este ano com previsão de entrega em 36 meses.

Em sua fala, o governador Renato Casagrande destacou a importância do Estado na promoção de políticas públicas efetivas. “Tenho muito carinho por toda essa região. Temos obras de macrodrenagem contratadas, algumas já sendo realizadas. Este ato de hoje também é feito em comemoração ao mês Mundial do Meio Ambiente. São investimentos robustos que irão ajudar o meio ambiente e a saúde dos moradores canela-verde e de todos os capixabas. Defendemos um mundo que se desenvolva trazendo sustentabilidade, preservando o meio ambiente e levando saúde na veia da população”, disse.

De acordo com o diretor presidente da Cesan, Carlos Aurélio Linhalis (Cael), o Espírito Santo apresenta excelentes índices de saneamento e as obras em Vila Velha elevarão o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da cidade.

“Ter acesso à água tratada e também à coleta e tratamento de esgoto impacta na educação, na renda e na saúde das pessoas, refletindo diretamente na redução da desigualdade social e no fomento da economia local. Vila Velha com seu potencial turístico e sua vocação para empreendimentos vai se destacar no cenário nacional. Se somarmos as demais obras da Companhia que estão em andamento no município, estamos falando de quase meio bilhão de reais, neste momento. O nosso Estado deve ser um dos únicos que está recebendo um aporte de recursos dessa grandeza”, destacou Cael.

A assinatura do contrato aconteceu na manhã desta terça-feira (8), em solenidade no Palácio Anchieta.

O prefeito de Vila Velha, Arnaldinho Borgo, também participou da solenidade: “Sou testemunha e prova viva do esforço que a Cesan teve para realizar essa ordem de serviço. Nós que representamos Vila Velha ficamos felizes por essa realização. Quando vamos naquelas regiões, vemos as crianças correndo perto de esgoto a céu aberto, pressionando nossas unidades de saúde. Estou orgulhoso de fazer parte dessa história, em que a cidade de Vila Velha está recebendo o maior investimento que um governador fez em toda a história. São mais de R$ 1 bilhão de investimentos no município”, declarou.

“Um dos mais importantes componentes do Saneamento Básico é o serviço de esgotamento sanitário, que representa não somente mais saúde para a população, como também maior preservação dos recursos hídricos. O Governo do Estado está investindo mais de R$ 400 milhões na ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Vila Velha e na ETE Araçás, que fazem parte do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem”, destacou o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente.

O objetivo do sistema de esgotamento sanitário é tratar e remover o esgoto para devolver os efluentes aos corpos hídricos em condições e parâmetros exigidos pelos órgãos ambientais. “O Governo do Estado vem trabalhando na definição da regionalização do seu sistema de saneamento, exigido pelo Novo Marco Regulatório do Saneamento, criado pela Lei 14.026/2020, que estabeleceu o prazo de um ano para a instituição desta regionalização pelos Estados”, completou Marcus Vicente.

Detalhamento dos empreendimentos:

AMPLIAÇÃO DO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO VILA VELHA II
GRANDE TERRA VERMELHA (REGIÃO V) E BALNEÁRIO PONTA DA FRUTA

Investimento: R$ 228.973.631,31
População beneficiada: 51.555 mil habitantes
Bairros contemplados: Santa Paula 1 e 2, Riviera da Barra, Cidade da Barra, São Conrado, 23 de maio, Ulisses Guimarães, Terra Vermelha, Barramares, Morada da Barra e Balneário Ponta da Fruta.

AMPLIAÇÃO DO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE VILA VELHA I (ETE ARAÇÁS)

Investimento: R$ R$ 189.802.280,56
População beneficiada: 91.779 mil habitantes
Bairros contemplados: Aribiri, Dom João Batista, Nossa Senhora da Penha, Santa Inês, Ibes e Santos Dumont.

Deixe seu comentário