Mais Verão 2018

Um criminoso acabou morto durante um assalto na casa de praia dos amigos de um policial militar da reserva, no balneário de Paraty, em Anchieta, litoral Sul do estado.

De acordo com informações da 10º companhia Independente de Anchieta, o policial estava chegando de carro com a família na casa dos amigos, quando foi abordado pelo Jhon Weny Pimentel de Oliveira, 24 anos.

Segundo a polícia, Jhon Weny Pimentel de Oliveira foi morto por um policial aposentado que evitou que ele assaltasse a casa de seus amigos. Foto: Whatsapp

“No momento em que colocavam o carro na garagem, o assaltante abordou a família do policial. O indivíduo já havia recolhido alguns pertences dele, como um cordão de ouro, quando o policial conseguiu sacar a arma e se identificou como policial”, explica major Rubim, responsável pela CIA.

Após se identificar, o bandido recuou e foi para o meio da rua. De acordo com testemunhas,  houve troca de tiros e o assaltante acabou baleado e morreu ainda no local.

No momento em que o bandido ficou caído no chão, o militar da reserva disse à polícia que correu para dentro da casa, onde se abrigou com a família.

Arma.Populares relataram que a arma do criminoso ficou caída ao lado do corpo, e um veículo preto modelo Tucson, teria passado bem próximo da cena do crime e alguém de dentro do carro teria apanhado a arma.

Minutos depois do crime, o carro foi localizado no interior de Anchieta, e a policia militar apreendeu um revolver. “Ainda não sabemos se foi a arma usada no crime. Pode ser dele (Jhon Weny) ou de algum comparsa dele”, esclarece o major.

O carro encontrado possui placas de Vitória, mas de acordo com a polícia, a identificação do chassi é de Aracruz, e se trata de um carro adulterado. Para a polícia, o veículo estava dando cobertura ao criminoso que acabou morto.



De acordo com a Polícia Civil de Guarapari, Jhon Weny participou do tiroteio que aconteceu em abril, no Centro.

Procurado da polícia. Além de diversas passagens por roubo e tráfico de drogas, Jhon Weny Pimentel de Oliveira era procurado pela Polícia Civil de Guarapari desde abril. O jovem tinha mandado de prisão em aberto por tentativa de homicídio.

O assaltante é apontado pela Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Guarapari, como um dos participantes do tiroteio que aconteceu no Centro, durante uma briga de gangues rivais e resultou no roubo de dois carros, uma moto, e uma mulher foi atingida na perna por uma bala perdida.

Institucional Basic Idiomas
Institucional Karla
Institucional M Conveniências [banner top]
Banner Marcelo
Institucional MAllagutti

Dia D Docutum
Institucional Flex Motors [banner final]


4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao PM , pau nessa bandigem ! Vai sentar no colo do capeta ! Bolsonaro 2018 pra mudar este Brasil !

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here