Segundo o levantamento feito no anuário “Multicidades”, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Anchieta é a sexta cidade com maior gasto em sua Câmara de Vereadores. Em 2011, a Casa teve um orçamento de R$ 8,9 milhões. Se fizermos o cálculo, proporcionalmente aos 24,2 mil habitantes, cada cidadão paga R$ 370,41 para manter os vereadores.

A cidade só perde para Borá (SP), Cachoeira Dourada (MG), Guamaré (RN), Serra da Saudade (MG) e Porto Real (RJ) no ranking das 100 Câmaras com maior gasto per capita do Brasil. Felizmente, nenhum outra cidade capixaba aparece na lista.

 

Dalva da Matta (PDT) é a presidente da Casa. Foto: ACOM/Câmara de Anchieta.
Dalva da Matta (PDT) é a presidente da Casa. Foto: ACOM/Câmara de Anchieta.

A atual presidente da Câmara, Dalva da Matta (PDT), disse em entrevista a TV Gazeta que o gasto foi preciso. “Não falo que o valor é acima do necessário. Tudo que foi gasto foi necessário e dentro do nosso planejamento de crescimento, principalmente, o crescimento dos nossos funcionários. Também foi preciso para atender melhor quem chega aqui”, afirmou.

O maior gasto é com pessoal. A Casa possui 135 servidores comissionados. Foram mais de mais de R$ 6,5 milhões somente para pagar pessoal.  Durante 2011, ano em que os dados foram coletados. 65 projetos de lei. A maioria dizia respeito a declaração de utilidade pública de entidades do município e mudanças em nomes de ruas e avenidas.

Redução de gastos

Dalva garante que em 2013 a Casa fará economia. Ela disse que pretende devolver cerca de 20% do orçamento da Câmara ao município, que atualmente está em R$ 16 milhões.

Em relação ao número de servidores, nada deve mudar. “A Câmara é enorme, tem um espaço muito grande. Nosso número de funcionários é elevado para atender à população”, concluiu.

Deixe seu comentário