Pastor

Primeiro a discursar, o pastor Doronézio Andrade parece ter se esquecido que havia outras autoridades para falar, e se alongou excessivamente no discurso. Uma pessoa na plateia lembrou que a situação também aconteceu na sessão solene da Câmara Municipal no final de fevereiro, quando o pastor falou durante uns 10 minutos – onde os presentes tiveram que aguentar o discurso de pé… oh, glória!

Pastor falou bem, mas se alongou.
Pastor falou bem, mas se alongou.

Promotor eleitoral

O momento saia justa da noite ficou por conta do promotor eleitoral de Guarapari, Marco Antônio Nogueira, que, num discurso interminável, lembrou inúmeros erros cometidos, segundo ele, pela administração anterior. Citou a perda de verbas importantes, como a revitalização da orla de Meaípe, a ausência de manutenção de obras realizadas pelo governo do Estado – orla do Centro e da Praia do Morro. O clima foi de constrangimento geral, uma vez que muitos acharam que aquele não era o momento…

Promotor foi duro no discurso.
Promotor foi duro no discurso.

Juíza

Já a diretora do fórum de Guarapari, a juíza Ângela Celestino, parecia mais interessada em mandar mensagens utilizando o seu Iphone, do que prestar atenção nos discursos. Pegou mal… quando chegou a sua vez, se atrapalhou ao discursar de improviso.

Juíza se complicou no discurso.
Juíza se complicou no discurso.

Bajuladores

Na platéia, impressionava a quantidade de servidores comissionados, exonerados pelo prefeito interino Wanderley Astori (PDT), que fizeram questão de acompanhar a cerimônia e ir para a fila “do tapinha nas costas” do prefeito Orly Gomes. Será que cola?

Produção

Mesmo com o ar condicionado ligado, muitas pessoas sentiram sede e foram em busca dos inúmeros bebedouros de água espalhados pelos três andares do centro de convenções do Sesc, mas não havia sequer um garrafão de água… teve gente que não aguentou a sede, e foi embora mais cedo.

Problemas com o plural

Parece que muitas autoridades esqueceram a concordância verbal em casa. Nos discursos, era constante o orador começar a frase no plural e terminar no singular… é o famoso: “precisamos melhorar a sáude das nossas criança!”.

Confira também: Um papo sociológico

Deixe seu comentário