A Câmara Municipal de Anchieta recebeu medida cautelar do Tribunal de Contas do Espírito (TCE-ES) para suspender os pagamentos de diárias e deslocamentos concedidos a servidores e vereadores da Casa. A decisão foi tomada devido ao crescente gasto com diárias realizado entre os exercícios de 2009 e 2012. Somando as quantias desses anos, o valor total gasto chega a R$ 2.744.229,12.

Em 2012, 10% do orçamento da Casa foi gasto com diárias. O Plenário acompanhou o voto do relator, conselheiro-substituto João Luiz Cotta Lovatti, que além da Câmara, também notificou a atual presidente da Câmara de Anchieta, Dalva da Mata Igreja, para não autorizar abertura de novos processos referentes à concessão de diárias.

Casa está na mira do TCES. Foto: Divulgação.
Casa está na mira do TCES. Foto: Divulgação.

A presidente deverá, ainda, encaminhar à Corte, no prazo de cinco dias, documentos referentes aos exercícios de 2012 e 2013 de todos os processos de concessão de diárias; todos os processos referentes aos gastos com os deslocamentos dos servidores e vereadores (passagens, combustível, etc); e as prestações de contas dos processos.

Segundo apurações da área técnica do Tribunal, foram gastos R$392.366,61 em 2009; R$337.194,00 em 2010; R$893.369,59 em 2011 e R$1.121.298,92 em 2012, classificando a Câmara Municipal de Anchieta, como o jurisdicionado no Estado do Espírito Santo que mais efetuou gastos com essas indenizações no último ano.

Com informações de Gazeta do Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here