O sistema de videomonitoramento que está sendo implantado em Guarapari vai contar com 80 câmeras espalhadas em vários pontos estratégicos da cidade. As câmeras foram colocadas em locais onde a incidência de crimes é mais alta ou em vias que são usadas como rota de fuga para criminosos.

A Central Integrada de Inteligência e Videomonitoramento vai funcionar em um imóvel no Bairro Praia do Morro e vai contar com equipes trabalhando 24 horas por dia. Serão 50 funcionários que se revezarão em turnos de 6 horas cada. Quando um crime for captado pelos monitores do plantão, o Centro vai acionar imediatamente o Ciodes comunicando o crime.

Sala onde ficarão os monitores do Centro de
Sala onde vai funcionar a Central Integrada de Inteligência e Videomonitoramento.

As câmeras também serão usadas para ajudar na coleta de informações para serem usadas pela prefeitura no ordenamento da cidade por exemplo. As imagens captadas pelo sistema ficarão gravadas por 30 dias, mas apenas órgãos públicos de segurança poderão ter acesso ao conteúdo, desde que seja para uso em inquéritos policiais ou em investigações.

O cidadão comum só poderá ter acesso às imagens mediante a uma ordem judicial. Neste caso, o munícipe pode requerer que a imagem fique armazenada por mais tempo, para que seja pedido pela Justiça.

O sistema vai entrar em operação nos próximo mês, já que a empresa que vai fornecer os equipamentos, que são importados dos Estados Unidos, pediu um prazo de 30 dias para a entrega do material devido ao aumento acentuado do dólar nas últimas semanas.