Os Legislativos da Região Litoral Sul do Espírito Santo se reuniram na noite desta segunda-feira (27), na Câmara de Anchieta, para o lançamento do Fórum Permanente de Discussão, que teve como objetivo debater questões acerca do desenvolvimento econômico, social e sustentável da região. No total, oito cidades compõem a região litoral sul: Anchieta, Alfredo Chaves, Iconha, Itapemirim, Marataízes, Piúma, Presidente Kennedy e Rio Novo do Sul.

Estiveram presentes os presidentes das Câmaras de Anchieta, Tássio Brunoro; de Alfredo Chaves, Gilson Bellon; de Iconha, José Antônio Marconsini; de Marataízes, Willian de Souza Duarte; de Piúma, Bernadete Calenzani, e de Rio Novo do Sul, Jocelino Coli. Também estiveram no evento os prefeitos de Anchieta, Fabricio Petri, e de Presidente Kennedy, Amanda Quinta, além do senador licenciado, Ricardo Ferraço, deputado estadual Almir Viera, subsecretário de Desenvolvimento do Governo do Estado, Neucimar Fraga, representante da Samarco, Estanislau Klein, analista do Sebrae, Mário Barradas, diretor geral do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Marcelo Polese, além de outras autoridades.

O Objetivo debater questões acerca do desenvolvimento econômico, social e sustentável da região.

O desenvolvimento é um conceito que envolve aspectos relacionados com o bem estar das cidades, assim como os níveis da Educação, Saúde, Infraestrutura e outros. O Fórum pretende fomentar o crescimento econômico como forma de melhoria da qualidade de vida da população. E é isso que vai acontecer em outras edições do Fórum, as Câmaras reunião propostas que visam esse crescimento das cidades envolvidas, especialmente pelo forte impacto das atividades econômicas geradas pela crise e paralisação da Samarco Mineração.

O Sebrae apresentou o diagnóstico econômico da região que trouxe o projeto de Desenvolvimento Econômico Territorial (DET), que é mais uma política pública regional que apoia e fortalece os segmentos produtivos existentes nas cidades participantes (Anchieta, Itapemirim, Marataízes, Piúma e Presidente Kennedy) e que já foram aderidas por alguns municípios. O principal foco do estudo é obter informações qualificadas com o intuito de apoiar a criação de um modelo de atuação do Sebrae e dos parceiros no território.

presidente da Câmara de Anchieta e coordenador geral do Fórum, Tássio Brunoro,

A principal função do diagnóstico é mostrar como está a situação da região dentro do contexto estratégico e fornecer informações para a mudança da realidade a partir do conhecimento, de fato, da atuação dos agentes econômicos inseridos dentro da lógica de funcionamento.

Na ocasião, foi assinado o Protocolo de Intenções entre os Legislativos, que objetiva a cooperação e intercâmbio técnico entre as Câmaras Municipais que integram a Região Litoral Sul com a realização de cursos, programas e eventos, a promoção de ações que visam debater o desenvolvimento regional, ofertar cursos e treinamentos aos servidores dos Legislativos, criar agendas de trabalho comuns para debater problemas e soluções para os municípios da região, além de buscar agendas junto aos parlamentares estaduais, federais, executivo estadual, instituições e empresas.

O presidente do Legislativo de Alfredo Chaves e vice coordenador de Políticas Sociais, vereador Gilson Bellon, disse que as Câmara estão dispostas a ajudar no que for preciso. O presidente da Câmara de Iconha e coordenador de Políticas Econômicas, vereador José Antônimo Marconsini, falou que as Câmaras precisam dessa interação e juntar forças em prol das cidades. Já o presidente da Câmara de Marataízes e coordenação de Articulação Política e secretaria geral, vereador Willian Duarte, disse as dificuldades existem, mas é preciso haver essa união para debater as políticas públicas visando o crescimento da região. Para a presidente da Câmara de Piúma e coordenadora de Políticas Sociais, vereadora Bernadete Calenzani, esse momento é o início de um trabalho que trará bons frutos para a região litoral sul, além do fortalecimento dos legislativos das cidades. E o presidente da Câmara de Rio Novo do Sul e vice coordenador de Políticas Econômicas, vereador Jocelino Coli, disse que a região vai ganhar muito com esse trabalho das oito Câmaras em conjunto e, com certeza, o fortalecimento trará benefícios para as populações.



Prefeito de Anchieta, Fabricio Petri,

O senador licenciado Ricardo Ferraço falou sobre os desafios e oportunidades da região litoral sul. “Essa reunião é um ponto de partida da construção de um ambiente para que possamos, a partir de uma agenda, estabelecer metas e objetivos, para que possa produzir trabalho e resultados.  A iniciativa dos vereadores sinalizam essa necessidade e objetivo, da maior qualidade e que produzirá resultados desejáveis. Através do diagnóstico apresentado pelo Sebrae, creio que ajudará bastante e poderemos considerar como importante ferramenta de trabalho. Estamos mergulhados numa crise e, com certeza, foram dias difíceis para todos nós, pois estamos vivendo a pior recessão com números elevados de desemprego e a paralisação da Samarco refletiu muito em Anchieta e no Estado do Espírito Santo. Tenho certeza que essa iniciativa dos Legislativos logo apresentará resultados positivos”, disse.

Já o prefeito de Anchieta, Fabricio Petri, parabenizou os vereadores pela iniciativa. “É muito importante esse engajamento e envolvimento entre os Poderes Legislativos, que também estão preocupados com o desenvolvimento da região. As cidades sofrem com os impactos da crise econômica e nesse momento em que se inicia a proximidade entre as Câmaras, os debates acerca do desenvolvimento econômico, é louvável e histórico. Tenho certeza que, com essa ferramenta que acabamos de ganhar, aproveitaremos mais dessas potencialidades elencadas pelo Sebrae. Com a adesão ao Desenvolvimento Econômico Territorial (DET) neste ano e, agora, Anchieta poderá traçar as ações para diversificarmos a nossa economia”, disse.

Representando o Governo do Estado, o subsecretário de Desenvolvimento, Neucimar Fraga, disse que “os vereadores nos municípios é a porta mais próxima do cidadão. Se os vereadores não meterem a mão na massa e não trabalharem em prol do desenvolvimento, deixará a desejar. Ou seja, os vereadores se deparam diariamente com a crise, seja no aperto de mão do cidadão que reclama do desemprego, na visita numa comunidade e outros. As cidades envolvidas precisam atualizar as legislações e utilizar as ferramentas adequadas para adequar o desenvolvimento. É na crise que devemos explorar as potencialidades, com criatividade, ousadia. E as Câmaras dessas oito cidades, pelo visto, estão dispostas a escrever uma outra história, a ver as cidades se desenvolverem. Então, parabenizo aos vereadores presidentes por acreditarem que essa iniciativa dará certo”.

Outro importante órgão, o Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), através do diretor geral da instituição em Píúma, Marcelo Polese, ressaltou a importância de se ter uma instituição federal que possa dialogar com os municípios e, agora, com os Legislativos a fim de colocar à disposição toda a estrutura existente.

O presidente da Câmara de Anchieta e coordenador geral do Fórum, Tássio Brunoro, disse que “esse é um momento que marca história, marca um ponto de início do que a gente pretende, que é discutir o fortalecimento da região. Debater a região é pensarmos juntos o futuro de todos nós que estamos nessa região, que está estrategicamente localizada, com enorme potencial, mas que precisa de uma melhor atenção para que possamos utilizarmos desse potencial”. Ao final, Brunoro agradeceu a presença de todos os envolvidos e a sociedade civil organizada e disse que agora a região litoral sul tem um novo instrumento para desenvolver e debater o desenvolvimento econômico. 

Institucional MAllagutti
Institucional Basic Idiomas
Institucional Karla
Banner Marcelo
Institucional M Conveniências [banner top]

Dia D Docutum
Institucional Flex Motors [banner final]


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here