Moradores da Praia do Morro, em Guarapari, denunciam um canil de Pitbulls que segundo eles, era usado como um verdadeiro octógono entre os animais. Na manhã de hoje, uma vizinha chegou a filmar dois cachorros da raça Pitbull tentando assassinar um cachorro aparentemente filhote.

No vídeo enviado por uma das denunciantes, os dois cachorros mordiam o pescoço e  puxavam uma das patas do cachorro, até conseguir arranca-la por completo. A Polícia Civil e o Centro de Controle do Zoonoses foram acionados e o animal foi encontrado morto.

Moradores denunciam um canil de Pitbulls que segundo eles, era usado como um verdadeiro octógono entre os animais.

“Não é a primeira vez que assistimos essa cena. No mês passado registramos um cachorro sendo morto pelos Pitbulls. É desesperador. Crianças assistem essas cenas. Na maioria das vezes são filhotes deixados dentro do canil dos Pitbulls, e eles atacam esses animais”, disse uma moradora que prefere não ser identificada por medo de represálias.

Outra vizinha do canil disse que toda semana ouve os cachorros latindo muito e chega a jogar comida para eles. “Os cachorros latem com um som de sofrimento. Como às vezes a dona desaparece uns dois, três dias, eu jogo ração para eles por cima do muro. Talvez os cachorros não são tão assassinos assim, mas a maneira que são criados, acabam se tornando cachorros agressivos. Essa situação não pode continuar assim”, disse ela.

A mulher foi levada para a 5ª Delegacia Regional de Guarapari, foi ouvida pelo delegado da Delegacia de Infrações Penais e Outras (DIPO), e liberada. Segundo a polícia, a mulher vai responder ao processo em liberdade, e pode responder por maus tratos. À polícia, ela negou as acusações feitas pelos vizinhos, e disse que o cachorro atacado pelos pitbulls fugiu de um dos canis.

O vice-presidente da Associação de Moradores da Praia do Morro Caiê Hofstatter, declara que ele e os vizinho vão abrir um inquérito criminal contra ela. “Isso não pode ficar assim. Ela maltrata os animais há mais de ano. Já denunciamos diversas vezes ao Zoonoses. Entendemos que o Zoonoses não pode leva-lo porque se trata de animais agressivos. Mas precisamos da intervenção de outras pessoas para que esses animais possam ser resgatados e melhor cuidados”, declara Caiê. Veja o vídeo.

Deixe seu comentário